Governo do Estado suspende instalação de 70 pardais por suspeita de fraude

Representantes de empresas são suspeitos de oferecer propina para uma prefeitura interessada em instalar os equipamentos. Funcionário do Daer foi exonerado nesta segunda-feira.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Após uma suspeita de fraude na licitação para instalação de 70 pardais em rodovias gaúchas, o governo do Estado suspendeu o processo e exonerou um funcionário do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – Daer.

Conforme denúncia recebida no domingo, dia 13, pelo secretário de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, oito empresas fabricantes de controladores de velocidade estariam envolvidas no esquema.

Representantes de empresas são suspeitos de oferecer propina para uma prefeitura interessada em assinar um contrato para instalação dos equipamentos. A fraude seria intermediada pelo coordenador do Sistema Eletrônico de Operação Rodoviária do Daer, Paulo Aguiar, exonerado nesta segunda-feira, 14. Ele estaria direcionado a licitação.

Além dele, a servidora Gisele Vaconcelos da Silva, da Assessoria Técnica do Detran, foi afastada por envolvimento. “A servidora do quadro, há mais de 13 anos, realizava esse tipo de assessoria fora do Detran, o que não é permitido”, disse o presidente do departamento, Alessandro Barcellos.

Em Carazinho, por exemplo, onde seriam instalados cerca de 40 controladores de velocidade, a empresa contratada em 2008 cobraria por mês R$ 284 mil, segundo o promotor Cristiano Ledur. O valor foi considerado exorbitante pelo Ministério Público – MP, já que a prefeitura havia arrecadado com multas um valor inferior ao cobrado mensalmente pela empresa – R$ 274 mil em três anos. O trabalho não chegou a ser prestado, porque o MP conseguiu suspender na Justiça o contrato.

Com o apoio do Ministério Público, o governo montará um novo processo licitatório. No entanto, a instalação dos equipamentos só deve ocorrer no segundo semestre de 2011. Segundo Albuquerque, uma sindicância deverá investigar a suposta corrupção.

Informações de Correio do Povo

FOTO: ilustrativa / FatoNovo

Compartilhar

Feriado de carnaval foi o mais violento desde 2003

Avançar »

RS: Tempo deve mudar apenas na quinta-feira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical