• Visualizações 601

Inflação medida pelo Índice Geral de Preços desacelera em julho

Queda foi de 0,05% em julho ante resultado apurado em junho, de 1,30%; Índice de Preços por Atacado, ao Consumidor e de Custos da Construção compõem IGP.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – IGP-10 desacelerou para 0,05% em julho ante resultado de 1,30% apurado em junho, segundo informou nesta sexta-feira, dia 16, a Fundação Getúlio Vargas – FGV.

Até julho, o índice acumula altas de 5,60% no ano e de 5,44% em 12 meses. O período de coleta de preços para o IGP-10 desse mês foi do dia 11 de junho ao dia 10 de julho.

No caso dos três indicadores que compõem o IGP-10 de julho, IPA-10, IPC-10 e INCC-10, o Índice de Preços por Atacado – IPA-10 variou 0,02% este mês, após um aumento de 1,68% em junho. A variação dos bens finais, segundo dados da FGV, foi de -0,32% em julho, ante -0,62% em junho.

O subgrupo de alimentos processados contribuiu para a aceleração, com uma taxa aumentada de -3,08% para -0,9%. Já os bens intermediários obtiveram variação de 0,09%. Os cinco subgrupos apresentaram desaceleração. O índice de Matérias-Primas Brutas passou de 6,38% em junho para 0,39% no mês seguinte.

Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor – IPC-10 apresentou deflação de 0,17% em julho, mais acentuada em comparação com a queda de 0,01% apurada em junho. Quatro das sete despesas componentes registraram desaceleração. O destaque é o grupo Habitação, cuja taxa variou de 0,65% para 0,17%. Também contribuíram para a queda da taxa do índice os grupos: Vestuário (1,19% para 0,14%), Educação, Leitura e Recreação (0,06% para -0,05%) e Transportes (-0,14% para -0,17%).

Já o Índice Nacional de Custos da Construção – INCC-10 teve taxa positiva de 0,72% em julho, em comparação com o aumento de 2,01% em junho. Os três grupos componentes do índice apresentaram diminuição: Materiais e Equipamentos (de 0,87% para 0,73%), Serviços (de 0,66% para 0,49%) e Mão de Obra (de 3,30% para 0,78%).

Informações de Jornal do Comércio

FOTO: reprodução / GettyImages

Compartilhar

Liberada consulta ao lote residual do Imposto de Renda 2006

Avançar »

Verdes do Vale: Novo Hamburgo ganha primeiro bairro planejado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*