• Visualizações 563

Desemprego cresce em janeiro após cinco meses de queda

Índice de pessoas sem colocação profissional ficou estimado em 195 mil pessoas, com um acréscimo de 6 mil indivíduos em relação ao mês anterior, sendo o comércio o maior responsável pela retração das vagas.

A Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre (PED-RMPA), divulgada nesta quarta-feira, 24, revelou que a taxa de desemprego total, após cinco meses de queda, passou de 9,4% em dezembro para 9,7% em janeiro. O contingente de desempregados ficou estimado em 195 mil pessoas, com um acréscimo de 6 mil indivíduos em comparação ao mês anterior.
 
Em janeiro, houve uma retração de 0,3% no nível de ocupação na região e, entre os principais setores de atividade econômica, o maior responsável por essa retração foi o comércio, que reduziu 10 mil postos de trabalho. Já a indústria, a construção civil, os serviços domésticos e outros contingentes pesquisados apresentaram aumento.
 
Também foram levantados dados relativos aos rendimentos médios reais referentes ao mês de dezembro, os quais registraram variação positiva tanto para o conjunto de ocupados quanto para o segmento dos assalariados. Assim, verificou-se um aumento de 1,1% para os ocupados e de 1,8% para os assalariados, situando-se em R$ 1.244,00 e R$ 1.248,00, respectivamente.
 
A PED-RMPA é desenvolvida desde 1992, através de convênio entre a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), Fundação de Economia e Estatística (FEE), Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), e fundação Seade/SP. Os dados são extraídos de uma amostra de 2,7 mil domicílios da região.

Informações FGTAS

Compartilhar

Calçados ortopédicos ganham visual moderno

Avançar »

Inscrições para concurso público seguem abertas até o dia 8 de março

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*