Exclusivo: Catarinense relata estragos causados pela chuva

Morador de Blumenau descreve ao novohamburgo.org “cidade fantasma”: mercadorias estão sendo recolhidas nas lojas, que fecham.

Mônica Neis Fetzner monica@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Nesta quinta-feira, dia 08, José Vilson Giraldi, morador de Blumenau, Santa Catarina, procurou o Portal novohamburgo.org para relatar os estragos que assolam a cidade, devido à chuva.

“Nós blumenauenses estamos enfrentando uma enchente daquelas, que nos obriga a aprender a nadar”, conta. Giraldi esteve em Novo Hamburgo, onde tem parentes, até a última quarta-feira, 07. Ao retornar para o município onde mora, deparou-se com uma situação preocupante.

Leia Mais

Em Santa Catarina, chuva deixa pessoas desabrigadas e rio acima do normal

“Está previsto para as 22h30min 11,50 metros de água acima do normal. Por ora ainda estou tranqüilo, mas, ao me deslocar até o centro da cidade, [vejo que] já estão tomando todas as providências no recolhimento das mercadorias nas lojas, fechando as portas… Parece uma cidade fantasma.”

As precipitações no Estado já causaram, inclusive, pelo menos três mortes. A última registrada foi de um bebê de três meses e 28 dias, Andressa Wendorf, na cidade de Massaranduba, no norte de Santa Catarina. Um operário morreu ao ser atingido por um raio em Jaguará do Sul e, em Florianópolis, a vítima foi Guilherme Demarch, de oito anos.

“Se não aliviar essa chuva estou ralado, pois com 16 metros também vou sair correndo”, projeta Giraldi. E desabafa: “Até o início da Oktoberfest, tudo estará normal. O povo já está acostumado com essas vinganças da natureza.”

Com informações de Veja

FOTO: José Vilson Giraldi / novohamburgo.org (especial)

Compartilhar

Festa Nacional do Calçado 2011: feriado encheu corredores da Fenac

Avançar »

Confira os resumos dos capítulos desta semana da sua novela preferida!

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*