Novo Hamburgo: Cidadão questiona rede de alta tensão na avenida Sete de Setembro

Obra faz parte de um programa de revitalização da via, cujo investimento equivale a R$ 2,5 milhões. Vicente Manera aborda temas como estudos sobre campos magnéticos cancerígenos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A instalação da nova rede de alta tensão em Novo Hamburgo, na avenida Sete de Setembro, foi alvo de protestos do cidadão Vicente Manera, em seu blog. Ele reclama dos perigos que a rede traz às famílias que vivem num raio de 100 metros da nova linha.

“A OMS, Organização Mundial da Saúde, órgão ligado a Nações Unidas, fez uma série de advertências e recomendações referentes a instalação de redes de alta tensão. Apresenta que possivelmente existe conexão entre linhas de alta tensão e leucemia infantil”, explica Manera.

“Ou seja, as pessoas que habitam no entorno desta rede poderão ter problemas de saúde no futuro. Nos países desenvolvidos, existe a preferência por redes subterrâneas para reduzir estes riscos”, argumenta.

A rede de alta tensão faz parte de um programa de revitalização de 800 metros da avenida Sete de Setembro, apresentado pelo prefeito Tarcísio Zimmermann (PT) na última quarta-feira, dia 03, cujo investimento equivale a R$ 2,5 milhões. A medida é uma ação da AES Sul coordenada pela Prefeitura de Novo Hamburgo. Conforme o secretário de Desenvolvimento Urbano, Moisés Medeiros, as intervenções contemplam a pavimentação total da via, estacionamento oblíquo, estreitamento da calçada com largura de dois metros e canteiro central.

Manera (foto ao lado) questiona a AES Sul sobre o relatório Estabelecendo Um Diálogo Sobre Riscos De Campos Eletromagnéticos da Organização Mundial da Saúde – OMS. “Em 2001, um grupo de trabalho integrado por peritos da OMS reviu estudos relacionados com a carcinogenicidade de campos elétricos e magnéticos estáticos e de frequências extremamente baixas (ELF). Campos magnéticos ELF foram classificados como possivelmente carcinogênicos para humanos com base em estudos epidemiológicos de leucemia infantil”, reafirma.

Ele também levanta outras questões, como a falta de comunicação à comunidade sobre a nova rede e compensações aos donos de casas, apartamentos, terrenos e pontos comerciais, “pela imprevista queda no valor de suas propriedades”.

“A avenida Sete de Setembro será alargada? Os comerciantes foram avisados sobre a redução das calçadas que atualmente são utilizadas como estacionamento de seus negócios?”, questiona.

MELHORIAS – Conforme o prefeito Tarcísio Zimmermann, a cidade vive a expectativa de melhoria das condições urbanas. “Estamos atualmente com quatro obras muito pesadas sendo executadas no município: trem, adutora, sistema de esgoto e a alta tensão da AES Sul. Assim que essas intervenções forem finalizadas, a cidade estará muito melhor”, declarou.

Confira o projeto divulgado pela prefeitura de Novo Hamburgo:

Com informações de Imprensa da PMNH

FOTOS: reprodução; ilustrativa

Compartilhar

Classe média tem novo perfil

Avançar »

Em busca da Internet para todos

Um comentário

  1. 8 de agosto de 2011

    Finalmente a Prefeitura se manifestou sobre o assunto. Apenas houve explicação para as obras em 800 metros da Av. Sete de Setembro. Como ficarão os moradores, os estabelecimentos comerciais e o colégio na Av. Pedro Adams Filho? E na Av. Guia Lopes?

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*