Quatro anos após acidente da TAM que matou o pai, Lucas Redecker diz que ainda espera justiça

Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, deputado estadual do PSDB lamenta demora na punição dos culpados pela tragédia que vitimou Júlio Redecker e outras 198 pessoas.

Mônica Neis Fetzner monica@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A notícia de que dois diretores da Tam e a ex-presidente da Agência Nacional de Avião Civil – Anac foram denunciados pelo Ministério Público Federal – MPF pelo acidente da TAM, em 17 de julho de 2007, foi divulgada no dia em que uma das vítimas, Júlio Redecker, completaria 55 anos, 12 de julho.

Leia Mais

Denunciados dois diretores da TAM e ex-presidente da Anac pelo acidente de 2007 em Congonhas

Entrevista com Lucas Redecker: “Só sabe a dor quem perde”

O então deputado federal gaúcho deixou a esposa Salete, e três filhos: Mariana, Victória e Lucas. O herdeiro na vida pública, hoje, segue os passos do pai na política. É deputado estadual pelo PSDB. Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, Lucas Redecker avalia que a decisão do MPF chegou tarde.

“Estamos às vésperas de o acidente completar quatro anos. Nós gostaríamos que os culpados tivessem sido apontados antes, porque agora ainda há uma longa batalha para que sejam punidos”, explica Lucas Redecker.

A tragédia com o vôo 3054, que saiu de Porto Alegre, matou 199 pessoas. A aeronave saiu da pista ao aterrissar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e incendiou ao chocar-se contra um depósito da mesma companhia.

“A justiça será feita quando os culpados forem apontados. Esta ação do Ministério Público é só o primeiro passo. Só espero que a punição definida não seja apenas o pagamento de cestas básicas, como já aconteceu, injustamente, muitas vezes. Isso não vai trazer meu pai de volta, mas vai amenizar a sensação de injustiça que temos até agora.”

O acidente é considerado o maior na história da aviação do Brasil. “O que nos resta é esperar que fatos como esse sirvam para prevenir que isso se repita, para que outras famílias jamais sofram como a nossa sofreu, e continua sofrendo”, deseja o deputado estadual.

FOTOS: divulgação

Compartilhar

Dia Mundial do Rock: Quando a música vira estilo de vida

Avançar »

Em vídeo, Google afirma que Orkut não pára de crescer

sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*