Frio mesmo vem em julho e primeira quinzena de agosto, diz climatologista

Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, coordenador da Estação de Climatologia de Campo Bom relata previsões do Instituto Nacional de Meteorologia para este inverno.

Mônica Neis Fetzner monica@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Para quem já estava achando que junho fez frio suficiente, má notícia: o coordenador da Estação de Climatologia de Campo Bom Nilson Wolff explica que vem (bem) mais por aí.

“De minha parte, percebo que a tendência do inverno é entrar setembro adentro”, avalia. “Além disso, deve fazer muito frio em julho e na primeira quinzena de agosto.”

Wolff esclarece que esta é, no entanto, uma tendência, que pode ser alterada daqui um mês, por exemplo. Em entrevista ao Portal novohamburgo.org, ele apresenta as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet para a estação que começou nesta terça-feira, dia 21.

“Usando a cidade de Cruz Alta como base para fazer as análises, os meteorologistas do Inmet divulgaram três probabilidades, com relação às chuvas. Há 25% de o volume acumulado ficar acima da média normal climatológica, 35% de chover menos do que o normal e 40% de o volume se manter na média”.

Conforme Wolff, os estudiosos também prevêem que as temperaturas no Vale do Sinos girem em torno de 12°C a 15°C nos meses de julho e agosto. “Eles frisam que podemos esperar grandes variações de temperatura entre as semanas, alternando períodos muito frios com outros mais amenos, como aconteceu nos últimos dias.”

FOTO: ilustrativa / medi-t.pt

Compartilhar

Leia, e sorria: Dentista estréia coluna

Avançar »

Fãs de ufologia comemoram Dia do Disco Voador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*