SICC 2011 termina registrando crescimento de 50% em visitas e 30% em expositores

Além do balanço positivo em relação à edição do ano passado, empresa que organiza Salão Internacional do Couro e do Calçado já projeto feira ainda maior em 2012.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Números, são só números. É verdade. Mas normalmente, eles revelam tendências. Outra verdade.

É no que se apóia a Merkator Feiras e Eventos, empresa organizadora, para projetar um grande Salão Internacional do Couro e do Calçado – SICC em 2012. A vigésima edição do evento que reúne o setor coureiro-calçadista na Serra Gaúcha terminou nesta quinta-feira, dia 02, em clima de otimismo.

Leia Mais

SICC 2011: Crescimento das visitas de profissionais consolida negócios

Sicc abre em Gramado com grande movimentação de lojistas

Nada mais, nada menos, do que crescimento de 50% em visitas e 30% em expositores na relação com o ano passado é o resultado de 2011. E não é só isso: a um ano do XXI SICC (28 a 30 de maio de 2012), 50% dos contratos com os expositores já estão renovados. Dados considerados históricos pelo diretor da Merkator, Frederico Pletsch, que aponta explicações para o sucesso: a data, os lançamentos e o local, que segue o conceito do turismo de negócios.

“A movimentação da feira realmente surpreendeu. Tínhamos dados antecipados de um grande número de visitantes, ficamos felizes com uma visitação acima das nossas expectativas”, comemora Pletsch. Em três dias, o XX SICC recebeu mais de 17 mil visitantes no Serra Park, em Gramado, superando de longe a média de 11 mil das últimas edições.

Primavera/Verão 2011/12

Ser o ponto de partida para a comercialização da produção nacional de calçados para o segundo semestre do ano é o principal propósito da feira. Os expositores dão início a comercialização de cerca de 530 milhões de pares que normalmente são comercializados neste período.

Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados – Abicalçados, a produção anual gira em torno de 890 milhões de pares, dos quais 15% são destinados ao mercado externo. O restante vai para o mercado interno, dividido basicamente em duas estações: inverno e verão. A temporada fria consome cerca de 30% do total e a primavera/verão é responsável por 70% – 530 milhões de pares.

Baseados na conjuntura do mercado e na necessidade de um espaço para comercialização, entidades parceiras projetam um futuro promissor para a feira. “Desejamos e estamos trabalhando para que o SICC continue crescendo”, garante Orceni Bernardi (foto), presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Três Coroas. “Queremos sempre uma feira com mais qualidade, estreitando o relacionamento com os clientes, realizando uma venda num clima saudável, deixando nosso cliente satisfeito.”

ENTIDADES PARCEIRAS

– Sindicato das Indústrias de Calçados de Igrejinha – Sindigrejinha

– Sindicato da Indústria de Calçados de Estância Velha

– Sindicato da Indústria de Calçados de Ivoti

– Sindicato da Indústria de Calçados de Novo Hamburgo – SIC-NH

– Sindicato da Indústria de Calçados de Parobé

– Sindicato da Indústria de Calçados de Sapiranga – SICS

– Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas

Com informações de n2 Notícia em Dobro

FOTOS: divulgação / n2 Notícia em Dobro

Compartilhar

Mantenha-se “energizado”!

Avançar »

Dia do Meio Ambiente: Da indignação, nasce a esperança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*