“Sou ajudante do coelhinho”, diz senhora que há 31 anos se dedica à Páscoa

A tradição que está há gerações na família de Carmen Gomes é mantida com muito carinho e dedicação nos 365 dias do ano. Para a Páscoa de 2011, ela decorou cerca de sete mil ovos e produz um a um, como obras únicas.

Cristiane Cunda cris@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Um trabalho artesanal, mantido através de gerações e que requer atenção da hamburguense Carmen Gomes o ano inteiro. Há 31 anos ela dedica seu tempo e sua criatividade para decorar ovos para a Páscoa. E a quantidade de ovos tem crescido a cada ano: em 2011, foram cerca de sete mil.

Pintado-os a mão, Carmen utiliza a técnica aprendida com a avó quando era criança. “Eu gostava de ajudar a nona. Na época, ela utilizava papel crepom. Com o tempo, busquei algo que tivesse mais brilho e passei a trabalhar com tinta a óleo”, lembra.

O que começou como uma forma de presentear a família e os amigos se transformou em um trabalho requisitado na cidade. “Com o tempo, as pessoas começaram a fazer encomendas. Agora, distribuo os ovos decorados em diversos comércios e também em algumas empresas que presenteiam funcionários e clientes”, conta.

Mesmo após mais de três décadas, Carmen ainda se encanta com seu trabalho. “Eu adoro ficar olhando para eles  depois de prontos, ver a diferença dos desenhos, as cores. Alguns formam figuras, paisagens. E nenhum fica igual ao outro”, afirma.

Trabalho durante

o ano inteiro

Juntar uma quantidade tão grande de cascas de ovos exige empenho. Com o tempo, estabeleceu uma parceria com a Padaria Brasil, de Novo Hamburgo, que fornece as cascas. Mas, para isso, ela chega às 5h30 à padaria e quebra pessoalmente os ovos.

“Sou muito cuidadosa com a higiene. Lavo muito bem as cascas, uma a uma. Depois elas secam ao sol. Assim, não fica cheiro nenhum. Começo a pintá-las no verão, porque a tinta seca mais rápido. Somente quando vou entregá-las é que coloco o amendoim doce dentro e fecho”, explica.

O empenho de Carmen em produzir seus ovos decorados é também admirado pela família. “Tenho três filhos e quatro netos. Eles adoram e também me ajudam na produção. Brinco com meus netos que sou ajudante do coelhinho da Páscoa”, diverte-se.

Carmen mostra interesse em que seus filhos dêem continuidade à tradição, mas pontua que enquanto tiver saúde para continuar, não irá deixar passar uma Páscoa sem o colorido de seus ovos. “Essa arte é tão linda e o olhar de contemplação das pessoas é o meu pagamento. Lembro que minha avó fazia uma cesta bem colorida, gostava de usar ovos de pato e ganso e todos admiravam”, recorda.

Significado especial

Carmen Gomes diz que além de ser uma tradição em sua família, sempre teve curiosidade de saber se havia um significado especial para os ovos pintados. Assim, há muitos anos resolveu perguntar a um padre já bem velhinho de Novo Hamburgo.

“Não lembro mais o nome dele, mas a explicação só reforçou o carinho por este trabalho. Ele me disse que um vendedor de ovos se ofereceu para ajudar Jesus a carregar a cruz. O homem largou a cesta de ovos que trazia e carregou a cruz por um trecho. Quando ele voltou para buscar sua cesta os ovos estavam todos coloridos. Isso teria iniciado a tradição, levando as pessoas a pintarem os ovos em homenagem a este momento”, conta.

Realização de um sonho

Além do gosto pela pintura dos ovos, Carmen Gomes tem aptidão para outra arte, a escrita. “Com o dinheiro das cascas realizei um sonho. Lancei meu primeiro livro. É um romance que fala sobre relações de família, desde os anos 50 até os dias de hoje”, pontua.

Após o romance, Carmen lançou também um livro de crônicas e participou de outros três livros da Academia Literária do Vale do Rio dos Sinos – Alvales, da qual é membro. Moradora do bairro Boa Saúde, Carmem Gomes deixa seus contatos para interessados em encomendas. Telefone: (51) 9355 4289 e 3595 7203.

Compartilhar

Primeira ida do homem ao espaço completa 50 anos

Avançar »

Especialistas defendem integração em vez de barreiras para solucionar violência em escolas

2 comentários

  1. Verena Cava Felizardo
    13 de abril de 2011

    Tive o prazer de conhecer e morar com a Carmen Gomes que é uma artista!
    Seu trabalho é maravilhoso!
    A admiro muito e parabenizo seu trabalho.
    Que Deus a ilumine e a faça sempre muito feli!
    Foi sempre uma pessoa muito íntegra
    e dedicada a tudo o que se propõe a fazer.
    Abraços
    Verena

    Responder
  2. edna flores
    15 de fevereiro de 2012

    que preço sao vendidos,as casquinhas,com recheio.grata

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*