Vai viajar na Páscoa?

Para aproveitar ao máximo o feriadão, o Procon do Rio Grande do Sul dá dicas de como aproveitar as melhores ofertas para o destino desejado, com as garantias e segurança nos serviços contratados.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Falta pouco mais de duas semanas para a Páscoa e o mercado está repleto de ofertas de pacotes turísticos para viagens pelo Estado, Brasil e para o exterior aproveitando o feriadão. O Procon do Rio Grande do Sul, através do desembargador Rizzatto Nunes, divulga uma série de dicas para acertar na escolha e poder curtir o feriadão com segurança.

Cuidado com ofertas muito vantajosas

Em primeiro lugar, não se iluda com o chamariz das propagandas que oferecem preços muito abaixo da concorrência. Muitas vezes, o anúncio apresenta o preço de apenas parte do roteiro escolhi­do. Por exemplo, mostra o custo da passagem aérea e não coloca o valor dos hotéis, ou, então, apresenta o preço dos hotéis em quarto para três ou quatro pessoas e você tem interesse num quarto para duas, o que pode depois tornar mais cara a viagem. Ainda, oferece um pacote de cinco dias, mas o primeiro e o último você estará no ônibus ou avião.

O que fazer

Por isso, peça por escrito o preço do total da viagem, incluindo as passagens, transporte até o local, hotéis, traslados, refeições e todos os demais itens oferecidos. Tudo discriminado.

Pesquise preços

Obtido o custo total, pesquise preços comparando os oferecidos pelas agências. Anote os valores. Muitos preços estão fixados em valores básicos, sem nenhum desconto. Pesquisando e pechinchando é possível obter bons descontos. Às vezes, pode sair mais barato comprar tudo separado.

Preços em moeda estrangeira

Em viagens internacionais, alguns locais indicam os preços em moeda estrangeira, normalmente dólar americano ou euro. Faça a conversão para saber quanto realmente custará em reais. Lembre-se que, uma vez estando no exterior tudo será cobrado e calculado na moeda local, mesmo pagando com cartão de crédito.

Categoria do hotel e refeições

Questione a respeito da categoria do hotel. Certifique-se que no preço da diária esteja incluído o café da manhã (no Brasil é geralmente incluso, mas em outros locais os hotéis podem cobrar até pelo café da manhã separado). Pergunte também se há meia pensão (uma refeição por dia) ou pensão completa (duas refeições por dia).

Propaganda enganosa

Cuidado também com fotos. Olhe para elas de forma bastante crítica, pois, evidentemente, as fotos irão realçar os aspectos positivos do lugar ou das acomodações. Tente checar as condições por outros métodos, pesquisando na internet, por exemplo, e conversando com amigos que já estiveram no lugar.

Pacote turístico

Comprando um “pacote turístico”, peça por escrito o roteiro detalhado, item por item, dos dias e horários daquilo que você deve fazer a cada momento.

Eventos especiais

Cuidado com atrações e eventos especiais no decurso da viagem. O preço, às vezes, não está incluído e você tem que pagar em separado para participar.

Se der, não pague à vista

O Brasil vive um momento especial com o real valorizado em relação ao dólar e, desse modo, nas viagens internacionais talvez valha a pena pagar à vista. Mas, tirando essa situação e casos os preços sejam fixados em reais, é sempre bom não pagar tudo à vista, pois, em caso de problemas, é possível iniciar uma discussão judicial suspendendo ou depositando em juízo os pagamentos que ainda irão vencer. Isso ajuda a pressionar o vendedor, facilitando a realização de um bom acordo.

Guarde os documentos e recibos

Peça sempre recibo discriminado dos pagamentos efetuados e guarde junto dos demais comprovantes da viagem. O lema é agir com cautela. Em caso de problemas, é possível pleitear ressarcimento. Por isso, leia com atenção tudo que for assinar. Na dúvida, questione e oriente-se antes, além de pedir recibo de tudo que pagar.

Problemas no destino: produza e guarde as provas

Alguns exemplos de problemas: o hotel não corresponde ao prometido; chegando ao hotel, você verifica que a reserva não estava feita; descobre que não tinha banheiro no quarto; você é obrigado a pagar pelo passeio que estava incluso no pacote; não foram feitos os traslados prometidos, etc.

Você deve agir de modo a produzir provas para garantir seu direito de ser ressarcido dos danos na volta.

– Anote nome, telefone e endereço de pessoas com mais de 16 anos e que poderão servir de testemunhas.

– Peça declaração por escrito das ocorrências nos hotéis, aeroportos etc.

– Tire fotos com um jornal do dia com a manchete estampada na foto (é para mostrar a data; guarde o jornal) e, de preferência, junto de uma terceira pessoa que possa testemunhar sobre o fato.

– Do mesmo jeito, faça filmagens em vídeo etc.

Informações do Procon RS – Por Rizzatto Nunes – Desembargador do TJ/SP e renomado autor da área do consumidor.

Foto: www.perfectescapes.com

Compartilhar

Novo Hamburgo, 84 anos: Um olhar para o futuro

Avançar »

Tragédia no Rio faz relembrar massacres ocorridos em escolas dos Estados Unidos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*