Depois de humilhar garis, Bóris Casoy é hostilizado em São Luís do Maranhão

Apresentador da TV Bandeirantes foi flagrado ao vivo em rede nacional discriminando categoria: “O mais baixo da escala do trabalho!”. VEJA OS VÍDEOS DAS DECLARAÇÕES!

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org

“O mais baixo da escala do trabalho.” Assim o jornalista Bóris Casoy define a posição dos garis brasileiros.

Leia Mais

Conheça o Sindicato dos Empregados nas Empresas de Asseio e Conservação

Âncora de telejornais da Rede Bandeirantes, Casoy foi flagrado ao vivo em rede nacional discriminando a categoria após ver dois garis desejando feliz ano novo. Foi na edição do Jornal da Band do dia 31 de dezembro de 2009. Mais de um mês depois, a declaração segue repercutindo em todo o país.

No Maranhão, o Sindicato dos Empregados nas Empresas de Asseio e Conservação distribuiu outdoors (foto) pela Capital São Luís hostilizando o apresentador. O título da campanha é VERGONHA: DISCRIMINAÇÃO PROFISSIONAL. Além de reproduzir a declaração de Bóris Casoy com uma foto ao lado, o cartaz convida a população a manifestar-se na página eletrônica da entidade na Internet.

“O MAIS BAIXO DA ESCALA DO

TRABALHO”, DIZ BÓRIS CASOY

A atuação de Bóris Casoy (foto) na imprensa brasileira é marcada por posições polêmicas. Até hoje, comenta as matérias que apresenta com o tradicional bordão “Isto é uma vergonha!”.

Sem perceber que ainda estava no ar após chamar o comercial no Jornal da Band, sorrindo, em tom de ironia, disparou:

“Que merda: dois lixeiros, desejando felicidades… Do alto de suas vassouras! Dois lixeiros… O mais baixo da escala do trabalho!”

Coincidência ou não, o apresentador deixou o Jornal da Band, exibido na faixa das 19 horas, e nos primeiros dias de 2010 passou a comandar o Jornal da Noite, que vai ao ar no início da madrugada.

DESCULPAS – No dia seguinte à declaração (01 de janeiro de 2010), veio o pedido de desculpas. Também ao vivo no Jornal da Band:

“Ontem, durante o intervalo do ‘Jornal da Band’, em um vazamento de áudio, eu disse uma frase infeliz, que ofendeu os garis. Por isso, quero pedir profundas desculpas aos garis e aos telespectadores do ‘Jornal da Band’.”

Entidades representativas da categoria não aceitaram o pedido de desculpas e exigiram a demissão imediata do jornalista do Grupo Bandeirantes. A empresa de comunicação acabou não aceitando a reivindicação. Pelo menos não até agora. Durante a ditadura militar no Brasil, Bóris Casoy ocupou cargos de confiança nos governos municipal e estadual de São Paulo e também no Governo Federal.

OFENSA

[nh]U6SFqhYVmaE[/nh]

PEDIDO DE DESCULPAS

[nh]Gq3gM9KWOBg[/nh]

FOTOS: divulgação / reprodução TV Bandeirantes

Compartilhar

Semana da Mulher será entre 6 e 14 de março

Avançar »

Moradores reclamam descaso com ruas do bairro Boa Saúde

2 comentários

  1. Marco Johann
    11 de fevereiro de 2010

    É isso que a ditadura militar deixou como legado. E ainda tem gente que a defende.

    Responder
  2. Fransa
    2 de janeiro de 2011

    Um ano sem assistir a TV Bandeirantes e vai continuar assim !!!
    Quem adotou este procedimento, com certeza ficou uma pessoa melhor.
    Tchau sr. Casoy, Fernando Mitre e turma !!!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*