• Visualizações 176

Secretaria de Educação utiliza plataforma da Google no trabalho a distância

O isolamento social, medida adotada no combate ao coronavírus, resultou na suspensão das aulas em diferentes lugares do Brasil. Enquanto a recomendação é de que as pessoas evitem contato físico e aglomeração, a tecnologia tem sido importante aliada para a realização de ações na Rede Municipal de Ensino de Novo Hamburgo. Desde 2018, a Secretaria de Educação (SMED) mantém convênio com a Google para utilização do GSuite for Education, um conjunto de soluções tecnológicas voltadas ao ambiente escolar. “As novas tecnologias estão presentes no cotidiano das escolas municipais de diferentes maneiras. Neste momento, estes recursos que já são disponibilizados aos professores fazem parte das nossas estratégias de ação”, explica a secretária de Educação, Maristela Guasselli.

A partir do GSuite for Education, todos os professores que atuam nas escolas municipais e espaços pedagógicos têm acesso a recursos como sala de aula virtual (Classroom), realização de webconferência (Hangouts Meet), compartilhamento de materiais e trabalhos colaborativos (Drive), entre outros. Estas ferramentas podem ser utilizadas em qualquer computador conectado à internet. Durante a quarentena, enquanto o trabalho dos educadores tem sido desenvolvido a distância, os encontros são realizados de forma virtual. Exemplo disso é a reunião de diretores, tradicionalmente realizada de forma presencial na sede da SMED e que agora dá lugar a webconferências com a participação de mais de 100 profissionais que recebem orientações e compartilham as ações desenvolvidas com as comunidades.

Da mesma forma, as equipes diretivas promovem conferências virtuais com seus grupos de professores. O objetivo é dar continuidade ao programa de formação lançado no início do ano letivo e que agora é realizado em versão multimodal na modalidade a distância. Além da formação central, com materiais e orientações voltadas para as equipes diretivas e ações realizadas pelas escolas, a SMED também organiza uma série de formações temáticas específica para diferentes públicos. “O mundo contemporâneo e o momento inédito que vivemos exige de todos os profissionais da educação o desenvolvimento de habilidades, conhecimentos, atitudes e comportamentos específicos. Nesse sentido, a SMED entende que podemos transformar esse momento de isolamento social em uma ótima oportunidade de formação para as equipes diretivas e professores da Rede Municipal de Ensino de Novo Hamburgo. O objetivo é qualificar ainda mais o processo de ensino e de aprendizagem no retorno do ano letivo”, explica a diretora de Educação, Neide Vargas.

Tutoriais para as escolas

Para auxiliar os diretores das escolas no uso das ferramentas, o Núcleo de Formação Continuada e Avaliação da SMED produziu e disponibilizou uma série de tutoriais sobre cada um dos recursos oferecidos no GSuite for Education. São explicações detalhadas de como utilizar a plataforma desde as instruções básicas até as avançadas.

Na EMEF Pres. Rodrigues Alves, por exemplo, o grupo de professores vem realizando encontros virtuais para trabalhar na atualização do Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola e na reflexão de outros documentos como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). De acordo com a diretora Elidiane Etter os recursos tecnológicos que já eram utilizados pelo grupo estão sendo mais explorados. “Usávamos o e-mail e o Drive. Agora, neste período de distanciamento social, estamos explorando as demais ferramentas”, explica. Já na EMEF Monteiro Lobato, os recursos do GSuite estão na rotina dos professores desde antes do isolamento. “Acreditamos que a implementação da plataforma digital foi um avanço significativo para a qualidade do trabalho educacional. As ferramentas digitais passam a fomentar os estudos, melhorar a comunicação e a organização da gestão escolar e incentivar de maneira atrativa a aprendizagem”, conta Cíntia Kretzer.

Equidade e qualidade com aulas presenciais

Com o objetivo de manter a qualidade do processo de ensino e aprendizagem e garantir que todos os estudantes tenham as mesmas condições de acesso ao conhecimento, respeitando os alunos no seu estágio de desenvolvimento e na forma de aprender, a Rede Municipal de Ensino está se organizando para a recuperação presencial após o término da quarentena. Ao mesmo tempo, as escolas criaram estratégias de acompanhamento às famílias, como forma de aproximação social e afetiva.

Crédito: Imagem internet

Compartilhar

Márcio Lüders deixa diretoria-geral da Comusa

Avançar »

Brasil tem 7.921 mortes e 114.715 casos confirmados de novo coronavírus, diz ministério

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Turismo
home_central_vertical