• Visualizações 452

Enem será utilizado por 59 universidades federais para processo seletivo

Esta será a primeira vez desde que a prova federal virou vestibular, em 2009, que ela passará a ser utilizado na seleção. Número deve crescer ainda mais até 2015.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Exame Nacional do Ensino Médio – Enem será utilizado pela primeira vez por 59 universidades federais do país. O número de vagas em instituições de ensino superior destinadas para quem fez a prova cresceu quase três vezes desde 2010, chegando a 129.319 cadeiras, todas em instituições públicas.

A adesão aos exames poderá crescer ainda mais. Isto porque onze instituições federais que utilizam o Enem em parte do processo seletivo planejam aderir ao Sistema de Seleção Unificada – SiSu em 2015.

“A aceitação em relação ao exame aumentou. Mas o desafio logístico ainda é grande, tanto que ainda não se consegue fazer duas edições por ano”, declara Reynaldo Fernandes, ex-presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep, órgão ligado ao Ministério da Educação – MEC e responsável pela prova.

Veja a lista de como as 59 universidades utilizarão o exame no processo seletivo.

 Como vestibular:
Universidade Federal Fluminense (UFF)
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Universidade Federal do Piauí (UFPI)
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRJ)
Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)
U niversidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa)
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
Universidade Federal de Lavras (UFLA)
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ)
Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)
Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG)
Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Universidade Federal do Tocantins (UFT)
Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab)
Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
Universidade Federal de Alagoas (Ufal)
Universidade Federal da Bahia (UFBA)
Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)
Universidade Federal do Ceará (UFC)
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Universidade Federal do Pará (UFPA)
Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
Universidade Federal do ABC (UFABC)
Universidade Federal do Triângulo Mineiro(UFTM)
Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
Universidade Federal de Rondônia (Unir)
Universidade Federal de Itajubá (Unifei)
Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)
Universidade Federal do Sergipe (UFS)
Universidade Federal do Acre (UFAC)
Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila)
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa)
Universidade Federal do Rio Grande (Furg)

Substitui primeira etapa do processo seletivo:
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Enem no primeiro semestre e vestibular próprio no segundo semestre:
Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Parte das vagas:
Universidade de Brasília (UNB) – 50% das vagas pelo Enem/50% por vestibular próprio
Universidade Federal de Goiás (UFGD) – 50% das vagas pelo Enem/50% por vestibular próprio
Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) – 50% das vagas pelo Enem/50% por vestibular próprio
Universidade Federal de Roraima (UFRR)- 60% via Enem e 40% por vestibular próprio
Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)- 70% via Enem e 30% via vestibular
Universidade Federal de Viçosa (UFV) – 80% via Enem e 20% vestibular seriado
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – 85% via vestibular próprio e 15% via Enem
Universidade Federal do Paraná (UFPR)*
Universidade Federal do Amazonas (UFAM)*
Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)*
Universidade Federal do Amapá (Unifap)*

Faz parte do peso na nota final do vestibular:
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – peso de 10%
Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – peso de 30%
Universidade Federal do Paraná (UFPR) – peso de 10%
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – peso de 33%

*reunião da comissão de vestibular ainda vai definir o peso do Enem no processo seletivo deste ano

Informações de Estadão

FOTO: ilustrativa / veja.com.br 

Compartilhar

Número de matrículas no ensino fundamental e médio caiu 3,9 milhões desde 2009

Avançar »

Presídios podem indicar detentos para fazer o Enem até 25 de outubro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*