• Visualizações 761

Universidade russa abre vagas para brasileiros no curso de medicina

Viagem está programada para primeira semana de setembro.  Seleção inclui entrevista e análise de currículo. Os diplomas das universidades russas passaram a ser reconhecidos em toda a União Europeia.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Universidade Estatal Médica de Kursk – KMSU, na Rússia, abriu 30 vagas para estudantes brasileiros. As aulas são ministradas em inglês. A seleção será feita até o dia 10 de junho e a viagem está programada para a primeira semana de setembro.

A seleção, que inclui entrevista, análise do histórico escolar e exames de saúde, será feita no Brasil pela Aliança Russa de Ensino Superior, representante das universidades estatais russas no país. As entrevistas já começaram.

O valor cobrado por aluno é simbólico por conta de uma política, de incentivo a estudantes estrangeiros adotada pelo governo russo. Em média, cada estudante desembolsa aproximadamente R$ 7 mil por ano em despesas entre curso e moradia, valor muito inferior ao das universidades particulares no Brasil devido ao subsídio dado pelo governo russo aos estrangeiros.

Durante os nove primeiros meses de curso, os selecionados farão a Faculdade Preparatória – FP em inglês, para aprofundar o conhecimento sobre o idioma e aprender termos técnicos. A FP pode ser feita tanto como no Brasil, como a Rússia, a critério do estudante. Localizada na parte europeia do país, a cidade de Kursk é um grande polo industrial, cultural e científico a 500 quilômetros da capital Moscou. A KMSU é uma tradicional universidade russa, pioneira em oferecer programas médicos de graduação em inglês.

Ao voltar para o Brasil, o estudante tem de submeter o diploma adquirido a um processo de reconhecimento em uma universidade pública brasileira e prestar prova de revalidação. De acordo com a Aliança Russa, os diplomas das universidades russas passaram a ser reconhecidos em toda a União Europeia.

Informações de G1

FOTO: ilustrativa / altinopolis

Compartilhar

Correção de redações do Enem seguirá critérios mais objetivos

Avançar »

Governo adia divulgação de listão de aprovados no concurso do magistério

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*