Enem: Justiça mantém decisão que anula questões vazadas somente para alunos do Colégio Christus

Apenas os alunos do Colégio Christus terão 14 questões anuladas do Enem, a fim de não prejudicar demais estudantes brasileiros.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O recurso apresentado pela Procuradoria Regional da República da 5ª Região foi negado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF-5, esta semana. Em seu recurso, a Procuradoria Regional pedia para que anulassem as 14 questões do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem para todos os candidatos que fizeram a prova.

Leia Mais

Ministério Público segue buscando anular 14 questões do Enem para todos os candidatos

Com isso, o TRF-5 manteve a decisão de anular as 14 questões somente para os alunos do Colégio Christus, de Fortaleza, no Ceará. Foram 11 votos a favor e apenas um contra. Os 639 alunos do colégio cearense tiveram acesso a essas 14 questões antes de realizar o exame, por meio de uma apostila distribuída pela escola de preparação para o Enem. Esses itens da apostila faziam parte de uma fase de pré-testes da prova de outubro do ano passado.

A Polícia Federal ainda investiga o caso, a fim de saber como questões de pré-teste foram parar em uma apostila de estudos de preparação do Enem. No começo do mês, dia 04 de novembro, o presidente do TRF-5, desembargador Paulo Roberto Lima, havia decidido essa decisão como a mais razoável para o problema. Segundo o Ministério da Educação – MEC, os alunos do colégio não serão prejudicados, pois o total da pontuação será dividido entre os itens “válidos”.

Informações de Agência Brasil

FOTO: reprodução

Compartilhar

Ministério Público segue buscando anular 14 questões do Enem para todos os candidatos

Avançar »

Prova do MEC reprova um em cada cinco cursos superiores

Um comentário

  1. Karla Caroline
    19 de novembro de 2011

    Deveria constar como perguntas erradas, como se tivessem sidos rasuradas, visto que eles colaram, de certa forma, e no entedimento das regras do ENEM, seria para ser cancelados, sem possibilidade de nova prova. Se fosse uma escola púbica, já tinha sido cancelado.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*