Universidades federais novas abrem quatro mil vagas

Além disso, haverá 75 tipos de cursos de graduação nas três novas federais. Cada uma tem um critério de aprovação.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Estudantes que pretendem ingressar em universidades federais em 2012 terão mais três opções. As três universidades públicas estão em atividade há menos de três anos e tem campi em sete cidades de quatro Estados. Com isso, abrirão o total de 4.160 vagas em 75 tipos de cursos oferecidas por elas.

Uma dessas três instituições é a Universidade Federal da Integração Latino-Americana – Unila, que tem oferece 800 vagas, sendo 400 para brasileiros e o resto para estudantes de outros países latino-americanos. Sua sede é em Foz do Iguaçu, no Paraná. A segunda opção para os estudantes é a Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, deve abrir 2.160 vagas em cinco campi. Sua sede é em Chapecó, em Santa Catarina.

No critério de aprovação da Unila serão aceitas apenas as notas do Enem 2011 para brasileiros. Já na UFFS, o candidato pode concorrer com as notas do Enem de 2010 e de 2011, portanto, deve indica-las ao fazer sua inscrição. Porém, ambas as universidades adotam o fator escola pública, que dá pontuação extra aos alunos que cursaram o ensino médio em unidades de ensino oficiais. Na UFFS, ainda, o candidatos pode se inscrever para dois cursos no mesmo campus ou em campus diferentes.

Ainda há uma terceira universidade para os estudantes brasileiros: a Universidade Federal do Oeste do Pará – Ufopa. A instituição, que fica em Santarém, no Pará, abrirá 1,2 mil vagas. De todas essas vagas, 50 são reservadas para indígenas, que terão uma seleção específica. Os demais estudantes devem concorrem com a nota do Enem de 2010 ou de 2011. Entre as vagas abertas, há os turnos diurno, vespertino e noturno, que devem ser indicados pelos alunos logo na inscrição.

Haverá 26 cursos com vagas em ofertas, sendo dos institutos de biodiversidade e florestas, engenharia e geociências, ciência e tecnologia das águas, ciências da sociedade e ciências da educação. Além disso, acadêmicos da Ufopa tem que ter formação interdisciplinar obrigatória durante o primeiro semestre, podendo escolher dentro da área do conhecimento que pretende cursar.

Informações de Terra

FOTO: Ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Estudantes da USP presos durante reintegração de posse da reitoria são liberados após pagamento de fiança

Avançar »

Estudantes da USP fazem passeata contra presença de PM no campus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*