Gaúchas lideram o concurso Miss Brasil

No total, foram 12 títulos para o Estado nas 58 edições do evento. Neste ano Gabriela Markus foi coroada em Fortaleza. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Gabriela Markus é mais uma Miss Rio Grande do Sul a ser coroada a mulher mais bonita do Brasil. O evento existe desde 1954, com base nos concursos de beleza existentes nos Estados Unidos.

Gabriela conquistou o título na noite deste sábado, dia 29, em Fortaleza. O Rio Grande do Sul é o Estado com maior número de títulos nas 58 edições do evento. No total, foram 12 títulos. Em 2002, a gaúcha Joseane Oliveira, que também participou do Big Brother Brasil, foi eleita Miss Brasil, mas o título foi invalidado depois que se descobriu que ela era casada, o que descumpre o regulamento da competição. Por isso, o título de 2002 ficou com Taíza Thomsen, de Santa Catarina.

A história

A partir de 1953, o concurso passou a ter transmissão e cobertura da imprensa nacional, tornando-se um dos eventos mais populares do país, graças a parceria com o Diários Associados. Nos ditos “anos dourados” das misses, a década de 60, o Brasil ganhou duas vezes o Miss Universo, Iêda Vargas, em 1963, e Martha Vasconcellos, em 1968 -e se tornou a maior potência da América Latina no ramo.

Veja o regulamento do concurso:

– A candidata deve ser do sexo feminino

– Deve ser cidadã brasileira por um período de pelo menos 12  meses que antecedem a realização do concurso

– Ser residente no país, com no mínimo 18 anos e no máximo 26, até o dia 31 de dezembro correspondente ao ano do concurso.

– Não são aceitas candidatas emancipadas

– A candidata não pode ter sido casada

– A candidata não pode ter sido mãe, não estar grávida

– A participante não pode ter sido fotografada ou filmada totalmente despida, expondo os seios e partes íntimas

– Não é permitido que a candidata tenha sido fotografada ou filmada em cena de sexo explícito

– A candidata deve ter estatura mínima de 1,70m

Confira os nomes das misses gaúchas:

– Maria José Cardoso (1956)

– Ieda Maria Vargas (1963)

– Rejane Vieira Costa (1972)

– Deise Nunes de Souza (1986)

– Leila Schuster (1993)

– Renata Bonfiglio Fan (1999)

– Juliana Borges (2001)

– Fabiane Niclotti (2004)

– Rafaela Zanella (2006)

– Natália Anderle (2008)

– Gabriela Markus (2012)

Informações de Terra

FOTO: ilustrativa / tvemanalisecriticas

Compartilhar

“Ted” assume liderança nas bilheterias do Brasil

Avançar »

Atriz Débora Falabella é internada com pneumonia no Rio de Janeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*