• Visualizações 1282

Confira a relação completa dos vencedores do Grammy Latino

Destaque foi para o músico dominicano Juan Luis Guerra, que ficou com a principal premiação do evento, o de “Álbum do Ano”.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Gilberto Gil conquistou na quinta-feira, dia 11, dois prêmios Grammy Latino, enquanto a música Tua, de Adriana Calcanhoto, foi reconhecida como a “Melhor Canção Brasileira”, na cerimônia realizada em Las Vegas.

Gilberto Gil levou o Grammy Latino de “Melhor Álbum de Música Popular Brasileira”, por Banda Dois, e “Melhor Álbum de Músicas de Raízes Brasileiras”, por Fé na Festa.

O prêmio de “Melhor Álbum de Jazz Latino” foi para João Donato Trio, por Sambolero. Nas principais categorias da festa, o destaque foi o músico dominicano Juan Luis Guerra, que ficou com o principal Grammy Latino, o de “Álbum do Ano” por A Son de Guerra.

Guerra levou mais dois gramofones na 11ª edição do Grammy Latino, de “Melhor Álbum Tropical Contemporâneo”, também por A Son de Guerra, e “Melhor Canção Tropical”, por Bachata en Fukuoka.

Outros artistas que venceram em três categorias foram o trio mexicano Camila e o roqueiro argentino Gustavo Cerati. A maior parte dos indicados brasileiros não assistiu à cerimônia, apresentada por Hebe Camargo.

Confira a lista completa de vencedores do Grammy Latino:

Gravação do Ano: “Mientes”, Camila

Canção do Ano: “Mientes”, Mario Domm e Mónica Vélez (Camila)

Álbum do Ano: “A Son De Guerra”, Juan Luis Guerra

Melhor Artista Novo (revelação): Alex Cuba

Melhor Álbum Rock Local: “Fuerza natural”, Gustavo Cerati

Melhor Canção de Rock: “Deja vu”, Gustavo Cerati

Melhor Canção Urbana: “No pidas perdón”, Mala Rodríguez

Melhor Álbum Rock Vocal Duo ou Grupo: “Dejarte de amar”, Camila

Melhor Álbum de Música Urbana: “Mi niña bonita”, Chino e Nacho

Melhor Álbum Vocal Pop Feminino: “Mi Plan”, Nelly Furtado

Melhor Álbum Vocal Pop Masculino: “Paraíso Express”, Alejandro Sanz

Melhor Álbum de Música Alternativa: ”Hombre Invisible”, Ely Guerra

Melhor Canção Alternativa: “De donde vengo yo”, ChocQuibTown

Melhor Álbum Cantautor (Cantor e Compositor): “Cantares del Subdesarrollo”, Rubén Blades

Melhor Álbum Folclórico: “Tesoros de la Música Venezolana”, Ilan Chester

Melhor Álbum de Salsa: “Irrepetible”, Gilberto Santa Rosa

Melhor Álbum Tropical Contemporâneo: “A son de guerra”, Juan Luis Guerra 4.40

Melhor Álbum Tropical Tradicional: “El último Trago”, Buika

Melhor Canção Tropical: “Bachata en Fukuoka”, Juan Luis Guerra 4.40

Melhor Álbum Ranchero: “Necesito de ti”, Vicente Fernández

Melhor Canção Brasileira: “Tua”, Adriana Calcanhotto (Maria Bethânia)

Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras: “Fé na Festa”, Gilberto Gil

Melhor Álbum de MPB: “Banda Dois”, Gilberto Gil

Melhor Álbum de Jazz Latino: “Sambolero”, João Donato Trio

Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro: “Bom Tempo”, Sérgio Mendes

Melhor Álbum de Rock Brasileiro: “Camisa 10 joga bola até na chuva”, Charlie Brown Jr

Melhor Álbum de Samba e Pagode: “Tô Fazendo a minha Parte”, Diogo Nogueira

Melhor Álbum de Música Sertaneja: “Double Face”, Zezé di Camargo & Luciano

Melhor Álbum Flamenco: “Sonanta Suite”, Tomatito

Melhor Álbum de Tango: “De corazón a corazón mariachi tango”, Aida Cuevas

Melhor Álbum Instrumental: “A Time for Love”, Arturo Sandoval

Informações de Jornal do Brasil

FOTO: reprodução

Compartilhar

Décadas de 70 a 90 são lembradas em palestra do Panorama das Artes

Avançar »

“Olha o sol e veja a luz” em exposição no Centro de Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*