• Visualizações 3846

Paul McCartney emociona gaúchos em show “Trilegal”

VEJA MOMENTOS DO SHOW EM VÍDEO! Ex-beatle cantou durante três horas no estádio Beira-Rio lotado neste domingo, em momento histórico para a cultura do Rio Grande do Sul.

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Ouvir um grito de “Ah, eu sou gaúcho” entoado por 50 mil pessoas no estádio Beira-Rio não é nenhuma novidade.

Não se fosse dia de jogo do Internacional. Quando o “animador da torcida”, no entanto, é Paul McCartney, o momento é histórico para a cultura do Rio grande do Sul. Foi assim que o ex-beatle conquistou o público neste domingo, dia 07. Há 17 anos ele não se apresentava no Brasil.

Com outras expressões como “Mas bah, tchê” e “Trilegal”, Paul fez da Capital gaúcha a Liverpool brasileira e encantou “beatlesmaníacos” durante três horas. De terno roxo, camisa branca, calça preta e os suspensórios, inseparáveis, fez da simpatia seu cartão de visitas: “Oi! Tudo bem? Boa noite Porto Alegre! Boa noite Brasil!”.

Pouco passava das 21 horas e o show começava. Pontualidade britânica! Com uma disposição incrível, do alto de seus 68 anos, Paul interagia com a platéia como se fosse um menino. “Obrigado, gaúchos”, gritava entre uma rebolada e outra. A turnê brasileira tem mais duas datas, 21 e 22 de novembro, no estádio do Morumbi, em São Paulo.

Veja momentos do show em reportagem do Fantástico (TV Globo):

Repertório feito para

românticos e baladeiros

Com os Beatles no palco ninguém ficava parado. Paul McCartney mantém acesa a chama do “ei, ei, ei” para baladeiro nenhum botar defeito. Não deixou, também, de agradar os mais românticos. Casais curtiam ao soms de My Love. “Escrevi esta música para minha gatinha. Mas hoje ela é para todos os namorados”, revelou o o ex-beatle, arrancando suspiros.

Depois de um show pirotécnico e o fogo do rock’n roll no palco, a mais clássica de todas as canções do show:  Hey Jude, feita para o filho de John Lennon, Julian. As lágrimas eram incontidas em todos os cantos do Beira-Rio. Paul chamava para o “na-na-na”.

HOMENAGEM – John Lennon e George Harrison foram lembrados em dois momentos emocionantes. Ao cantar Here Today, Paul declarou amor ao amigo John. A canção do disco “Tug of War” (1982) é um lamento dedicado ao ex-beatle, assassinado em 1980. “Eu escrevi esta música para o meu amigo John.” Com Something, do álbum “Abbey Road” (1969), a homenagem foi para George. Fotos do amigo apareceram no telão.

Bis à Beatles

Day Tripper, Lady Madonna e Get Back abriam o bis. O gramado do Beira-Rio já era pista de dança. Pensa que o show terminou? Nada disso! O segundo bis tinha ainda Yesterday e Helter Skelter. Só que a hora da despedida chegaria, mais cedo, ou mais tarde. E foi com Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band.

Antes, ao ver tantos cartazes de boas-vindas e pedidos inusitados, Paul não resistiu e chamou ao palco duas fãs. Demonstrando carinho, autografou o braço das meninas que, extasiadas, aproveitaram a oportunidade para abraçar o ídolo.  “Obrigado, Porto Alegre. Até a próxima.” Que seja em breve!

Setlist

Venus and Mars Rockshow

Jet

All my Loving

Letting Go

Drive my Car

Highway

Let me roll it

The Long and Widing Road

Nineteen Hundred and Eighty Five

Let em in

My Love

I’ve just seen a face

And I Love Her

Blackbird

Here Today

Dance Tonight

Mrs Vandebilt

Eleanor Rigby

Something

Sing The Changes

Band On The Run

Ob-la-di, Ob-la-da

Back in the USSR

I’ve Got a Feeling

Paperback Writer

A Day in Life/ Give Peace a Chance

Let it Be

Live and Let Die

Hey Jude

Day Tripper

Lady Madonna

Get Back

Yesterday

Helter Skelter

Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band

Com informações de ClicRBS

FOTOS: divulgação / ClicRBS

Compartilhar

Panorama das Artes realiza exposição com mais de 250 obras

Avançar »

Novo Hamburgo: “Livro de Mão em Mão” é atração pré-Feira do Livro

Um comentário

  1. Rosângela
    14 de novembro de 2010

    nunca vi pessoa mais rica de humildade e mais carismática que paul, foi uma grande honra poder estar tão perto de uma pessoa tão grandiosa como ele, me sinto realmente prívilegiada.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*