Na rodada de clássicos, Corinthians é campeão e Inter vai para a Libertadores

Fórmula que estimula rivalidades regionais na última rodada do Campeonato Brasileiro tornou decisão de quem ficaria com o título, rebaixados e quem acabaria no G5 emocionante.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Campeonato Brasileiro tem um novo campeão. Pela quinta vez, o Corinthians levanta a taça mais cobiçada do país.

Leia Mais

Confira a classificação completa do Brasileirão 2011

Ao empatar com o arquirrival Palmeiras em 0 a 0, o Timão chegou aos 71 pontos e não poderia mais ser alcançado pelo Vasco, que tinha que vencer o Flamengo para alcançar a mesma pontuação, mas perderia no número de vitórias. O clássico carioca acabaria empatado.

No clássico dos Pampas, o Inter bateu o Grêmio por 1 a 0, confirmou a hegemonia em Gre-Nais decisivos em 2011 e, de quebra, ficou com a quinta vaga para a Libertadores. Os colorados foram beneficiados pela derrota do Coritiba por 1 a 0 para o Atlético-PR – se o Coxa vencesse, os gaúchos estariam fora da competição continental.

Na parte de baixo da tabela, o Cruzeiro conseguiu se livrar da Série B. E lavou a alma, literalmente. Fez 6 a 1 no maior rival, o Atlético-MG. Acabaram sendo rebaixados Atlético-PR e Ceará, juntando-se à América-MG e Avaí, que já tinham caído.

Além das torcidas felizes Brasil afora, de outras nem tanto, o destaque da última rodada é medida adotada esse ano pela Confederação Brasileira de Futebol que deixou os clássicos para a última rodada da competição. Com todo mundo querendo fazer ou estragar a festa, não sobrou espaço para suspeitas de corpo mole.

Gre-Nal

De verdade, o Gre-Nal no Beira-Rio só interessava ao Inter. Ao Grêmio, restava apenas tentar estragar a festa colorada desencadeada por uma eventual vaga na Libertadores.

A obrigação de vencer, inclusive, por pouco não foi o fator que impediria os donos da casa de casa de chegar ao objetivo. Durante todo o primeiro tempo foi assim e os gremistas chegaram a carimbar a trave de Muriel em cobrança de falta de Marquinhos.

E a bola rolou para a segunda etapa com os colorados repetindo a ansiedade. Mais uma vez, até bola trave levaram, em cobrança de escanteio de Douglas, que quase fez o gol olímpico. Até que aos 15 minutos, Oscar fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área, driblou Fábio Rochemback e o capitão gremista, displicente, cometeu pênalti. D’Alessandro bateu e fez o gol que garantiria o Inter na Libertadores.

FOTOS: divulgação / Corinthians / Internacional

Compartilhar

Quem será o campeão brasileiro?

Avançar »

Em 2012, Redesim facilitará abertura e fechamento de empresas

Um comentário

  1. Eliezer lima
    5 de dezembro de 2011

    olha a minha opiniao em relaçao ao campeonato do brasileirao nao devia existir esse negocio de time jogar pelo empate isso e muito ruim,devia mudar a FIFA devia mudar as regras de jogo essas regras e muito ruim porque nao mudam esse negocio de time ganhar com 0x0 isso nao devia existir ganhar campeonato com isso,se um time ficar de 1×1,favorecer ao time so porque tem mais pontos,tem que ser corretos time tem que ganhar e de 1×0,2×1,2×0,3×1,3×2 e assim por diante,esse negocio de time ganhar de 0x0,nem com meu time eu queria que favorecece assim,e olha que eu sou um torcedor abusado.por favor FIFA reavaliem essas regras que voces impoem,por favor obrigado!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*