Grêmio enfrenta a síndrome do Engenhão e Inter quer voltar a vencer no Beira-Rio

Neste domingo, 26, às 16 horas, o Grêmio enfrenta o Botafogo e quer acabar com a síndrome de nunca vencer dentro do estádio do Engenhão. Mais tarde, às 18h30min, é a vez do Inter enfrentar o Figueirense e terminar com a seqüência sem vitória dentro do estádio Beira-Rio.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A dupla Gre-Nal volta a campo neste domingo, 26, pelo Campeonato Brasileiro e tem duas missões para cumprir. O Grêmio que enfrenta o Botafogo, às 16 horas, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, busca acabar com a síndrome de nunca ter vencido dentro do estádio carioca. Já o Inter recebe o Figueirense e quer terminar com a seqüência, que já dura 5 jogos sem vitórias, dentro do estádio Beira-Rio.

Porém, as duas batalhas não serão fáceis. O tricolor não contará com o goleiro Victor, que está servindo a seleção brasileira, e com o capitão Rochemback, suspenso. Já o colorado enfrentará uma equipe que está na quarta colocação, com três vitórias, um empate e apenas uma derrota.

Mas o que realmente preocupa o técnico Renato Gaúcho é a falta de vitórias nos dois últimos jogos, a contestação da torcida, que chegou a vaiar os jogadores durante um treino nesta semana, a falta de reforços e uma derrota que pode estourar uma crise no Olímpico.

Para evitar mais vaias e a crise, Renato deverá escalar o Grêmio com apenas um atacante e com três meias de criação. Assim o Grêmio deve começar a partida no Engenhão com Marcelo Grohe; Gabriel, Mário Fernandes, Rafael Marques e Neuton; Fernando e Willian Magrão; Lúcio, Marquinhos e Douglas; Lins.

Do lado do Inter, a preocupação do técnico Falcão e acabar com a desconfiança em seu trabalho. Depois de deixar o meia Oscar no banco de reservas e não utilizá-lo no empate contra o Coritiba, o comandante colorado foi muito cobrado pela torcida e um eventual novo insucesso em casa pode iniciar o pedido de sua saída.

Portanto Falcão colocou em campo o mistério, treinou com portões fechados na atividade de definição da equipe e não deu detalhes sobre a escalação em conversas com a imprensa. A notícia boa é o retorno de Bolatti, após duas rodadas de afastamento para recuperação física, mas o volante argentino deve ficar na reserva para Oscar retornar ao time. Assim o Inter deverá entrar em campo com: Muriel; Nei, Bolívar, Juan e Kleber; Guiñazu, Tinga, D’Alessandro e Oscar; Zé Roberto e Leandro Damião.

Criação novohamburgo.org

Compartilhar

Depois de Pelé, Santos de Neymar volta a conquistar a América

Avançar »

Grêmio não cura a síndrome do Engenhão e Inter volta a vencer no Beira-Rio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*