• Visualizações 599

Sete pontos percentuais do PIB deverão ser investidos em educação

Documento final da Conferência Nacional de Educação recomenda que o investimento em educação seja elevado para 7% até 2011 e atinja 10% em 2014.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O próximo Plano Nacional de Educação – PNE vai fixar uma meta de investimento de 7% do Produto Interno Bruto – PIB na área: essa foi a proposta apresentada pelo Ministério da Educação – MEC à Casa Civil.

De acordo com o ministro Fernando Haddad, o plano será lançado nos próximos dias pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2011, começa a tramitação do projeto no Congresso Nacional.

“Evidente que temos um governo que termina e outro que começa, mas estamos trabalhando no sentido de fechar um consenso”, disse o ministro. Dados referentes a 2009 mostram que hoje o país investe 5% do PIB em educação. Nos últimos cinco anos, o crescimento foi de 0,2 ponto percentual anualmente.

O próximo PNE vai definir as metas que o Brasil deve atingir em educação nos próximos dez anos. Segundo Haddad, o patamar de investimento de 7% do PIB deve ser atingido na próxima década, “mas quanto antes melhor”.

As bases do PNE foram traçadas durante a Conferência Nacional de Educação – Conae, que reuniu no mês de abril em Brasília cerca de três mil representantes de movimentos sociais, governos, pesquisadores, estudantes, professores e pais para discutir as prioridades do setor. O documento final da Conae recomendou que o investimento em educação seja elevado para 7% até 2011 e atinja 10% em 2014.

O PNE 2001-2010, que ainda está em vigor, também estabelecia uma meta de investimento de 7% do PIB em educação, mas o dispositivo foi vetado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.

PISA – Outra meta que será incluída no PNE refere-se aos resultados do Brasil no Programa Internacional de Avaliação de Alunos – Pisa. O MEC estabeleceu que até 2021 os estudantes brasileiros deverão atingir a média de 473 pontos no Pisa, patamar semelhante ao alcançado pelos países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE, que aplica o exame.

Os resultados referentes a 2009, divulgados na terça-feira, dia 07, pelo órgão, mostram que a média do país está em 401 pontos.

Informações de Agência Brasil

FOTO: ilustrativa / GettyImages

Compartilhar

Promoção Garfão: Confira os ganhadores

Avançar »

Inep divulga cidades nas quais serão realizadas provas do Enem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*