Municípios começam a debater o Rio dos Sinos

Em Novo Hamburgo, encontro com representantes do Município e de Campo Bom, Estância Velha e Portão será nesta terça-feira

Inicia nesta segunda-feira, às 14 horas, a série de reuniões de trabalho definidas no encontro com os prefeitos da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos, no dia 29 de janeiro. A idéia do acordo firmado entre municípios, Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) é estabelecer ações para a recuperação ambiental do rio.

O primeiro encontro vai ocorrer na prefeitura de Igrejinha. Participam, além do município sede, representantes de Três Coroas, Canela, Gramado e São Francisco de Paula. O chamado Trecho 4 tem uma área de 893 quilômetros quadrados e 77.529 mil habitantes.

A primeira reunião de trabalho tem por objetivo definir quais as ações dos municípios em relação ao monitoramento, fiscalização e obras necessárias para melhorar a qualidade da água do Sinos.

Em Novo Hamburgo, o encontro acontece nesta terça-feira, às 17 horas, na Comusa. O Trecho 2 é composto por Novo Hamburgo, Campo Bom, Estância Velha e Portão, totalizando uma área de bacia de 472,49 quilômetros quadrados e 348.369 mil habitantes.

Conforme o diretor-técnico da Fepam, Jackson Müller, a divisão da bacia em cinco trechos irá facilitar as ações, com informações objetivas e qualificadas sobre a situação no rio, coordenadas pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos). Estes dados estarão disponíveis em um site, que ainda será criado.

Müller entende ainda que cada região tem sua peculiaridade e características, por isso a necessidade da divisão em cinco trechos, facilitando a integração das ações destes municípios.

As reuniões, coordenadas pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Fepam, serão pautadas pelas 25 ações propostas pela Força-Tarefa para a recuperação ambiental do Rio dos Sinos.

Compartilhar

Conquistando o mercado latino

Avançar »

Imposto de Renda começa em março