• Visualizações 612

Gauchão 2010: Anilado vence mais uma e mantém 100%

Novo Hamburgo faz 2 a 1 no Avenida em Santa Cruz, chega a nove pontos no segundo turno e é vice-líder da Chave 1. Só não está na ponta pelo saldo de gols maior do Grêmio.

Da Redação redacao@novohamburgo.org

O Esporte Clube Novo Hamburgo foi até Santa Cruz do Sul na noite desta segunda-feira, 15, e vence o Avenida: 2 a 1.

Com o resultado, consolida a segunda colocacação da Chave 1 do Gauchão 2010, com os mesmos nove pontos do líder Grêmio no segundo turno, mas saldo de gols menor. De quebra, mantém a invencibilidade na Taça Fábio Koff e os 100% de aproveitamento.

Agora, o Noia enfrenta o Juventude no próximo domingo, 21, às 20h30min, no Estádio do Vale.

O Jogo

O Anilado começou a partida como se estivesse jogando em casa. Gilmar Iser colocou seu time para marcar a saída de bola do Avenida. Tática que deu certo! Logo aos 6 min, o meia Preto cobrou falta na segunda trave e o zagueiro Micael fez 1 a 0.

Com um início de jogo de domínio total, o Novo Hamburgo dava pinta de que sairia de Santa Cruz do Sul com uma goleada e a liderança isolada da Chava 1. O que o clube hamburguense e o goleiro Juninho não contavam era com a “arma mortal” dos donos da casa. Aos 8 min, ela já era disparada. Emanuel, em cobrança de falta de longe, soltou uma bomba para empatar o jogo.

Mesmo com pouco tempo de bola rolando, foi um castigo. O domínio do jogo era todo do Noia. Só que o gol animou o Avenida que equilibrou as forças e dificultou um confronto que parecia ser fácil.

Quando tudo parecia que seria decidido na segunda etapa, o árbitro Leonardo Gaciba vê o atacante do Anilado Gustavo Papa ser puxado dentro da área e marca pênalti para o Noia. O lateral esquerdo Paulinho pega a bola e com perfeição, ao 47min, coloca o time do Vale do Sinos novamente na frente do marcador.

SEGUNDO TEMPO – A vantagem no placar fez bem para os comandados de Gilmar Iser. Na etapa final só não sairam do Estádio dos Eucaliptos com a primeira colocação porque os jogadores não tiveram tranqüilidade para converter as chances criadas em gol.

Mas com um setor defensivo sólido, o Novo Hamburgo não foi vazado novamente e conquistou mais três pontos para seguir buscando a classificação e o primeiro lugar, que daria vantagens no mata-mata.

FOTO: reprodução / Rodrigo Assmann (Gazeta do Sul)

Compartilhar

Libertadores 2010: Inter só empata na altitude de Quito

Avançar »

Libertadores 2010: Em “casa”, Inter não sai do 0 a 0 com o Cerro do Uruguai

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*