Para Fifa situação dos estádios da Copa-2014 é crítica

Segundo a avaliação, o único estádio com as obras dentro do prazo é o de Fortaleza. Conforme o relatório, a situação também é crítica para a Copa das Confederações, que será disputada em junho de 2013.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Fifa acredita que há risco de atraso nas obras de construção ou reforma de cinco dos 12 estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014. A principal preocupação é com o estádio de Natal, cuja situação foi qualificada como de alto risco. A situação dos estádios de Manaus e de Cuiabá foi qualificada como de médio risco, enquanto Curitiba e Porto Alegre aparecem com baixo risco.

Segundo a avaliação realizada pela Fifa, o único estádio com as obras dentro do prazo é o de Fortaleza. O documento assinala que 65% das obras na capital cearense já foram concluídas e que também marcham em bom ritmo as do estádio de Salvador 58%. As construções mais atrasadas são as das arenas de Porto Alegre 4%, Curitiba 12% e Natal 15%, com a ressalva que nas duas primeiras cidades começaram depois por problemas burocráticos, mas marcham em um ritmo mais rápido que as da capital potiguar.

A Copa de 2014 também será disputada no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Brasília. Conforme o relatório, a situação é ainda mais crítica para a Copa das Confederações, que será disputada em junho de 2013. Três dos quatro estádios até agora confirmados para a Copa das Confederações podem não estar prontos antes de dezembro de 2012. Enquanto o estádio de Fortaleza não provoca preocupação, as obras no Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte são consideradas de médio risco para essa competição.

A Fifa ainda não escolheu os outros dois estádios do torneio. Estão na briga o Recife, cujo estádio, segundo o documento, dificilmente estará concluído a tempo, e Salvador, cuja situação foi qualificada como de baixo risco. No texto, a Fifa se queixa da burocracia e do excesso de politização’ dos processos no Brasil.

O conteúdo do relatório é divulgado entre representantes do Brasil e a cúpula da Fifa, na sede da entidade, em Zurique. Na ocasião, os cartolas afinaram o discurso com o Comitê Organizador Local – COL e o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, após várias divergências. Aldo, aliás, repetiu várias vezes nos últimos meses, inclusive num encontro com parlamentares no congresso  que os atrasos nas obras são apenas impressão. No encontro foi decidido, por exemplo,que o governo federal contará com um representante no COL do Mundial de 2014 para acompanhar melhor os preparativos para o evento.

Informações de Veja

FOTO: Washington Alves / Reuters

Compartilhar

Fifa muda estratégia para agilizar os preparativos para Copa

Avançar »

Obras da Copa do Mundo estão dentro do cronograma, afirma ministro do Esporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*