Fifa muda estratégia para agilizar os preparativos para Copa

Faltando 13 meses para a Copa das Confederações e dois anos para a Copa do Mundo de 2014, é decidido mudar de estratégia para garantir os preparativos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

A Fifa e o Governo Brasileiro decidiram mudar de estratégia para garantir que os preparativos do Brasil finalmente entrem no ritmo adequado, mesmo faltando apenas 13 meses para a Copa das Confederações e dois anos para a Copa do Mundo de 2014.

A solução apresentada nesta terça-feira, dia 08, na sede da federação internacional de futebol prevê a criação de um fórum entre o Comitê Organizador Local – COL, a Fifa e o Governo Federal. Na prática, significa aproximar o Palácio do Planalto dos cartolas suíços para reduzir as polêmicas e discussões sobre os atrasos nas obras. E garantir que as questões técnicas não fiquem apenas nas mãos do COL.

Depois de seis horas de reunião em Zurique com Aldo Rebelo, ministro do esporte, e José Maria Marin, presidente da CBF e do COL, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, anunciou que o novo fórum irá se reunir a cada seis semanas no Brasil. O representante do governo Dilma Roussef  será Luis Fernandes, braço direito de Rebelo no Esporte.

O secretário disse que o fórum irá debater questões como os problemas de mobilidade, aeroportos, bases militares e o setor hoteleiro. “Vamos criar um elo com o governo federal para assegurar que todos possam assistir às partidas da Copa”, declarou. “A principal decisão dessa reunião de hoje foi afirmar que a Copa não pode ser feita por um sem o outro”.

Essa será apenas a segunda vez que um governo entra diretamente na organização de uma Copa do Mundo, compartilhando as responsabilidades que deveriam ser exclusivas do comitê organizador. A outra exceção foi a África do Sul, onde os atrasos e polêmicas também marcaram os preparativos antes do evento esportivo.

Aldo Rebelo também seguiu a linha de contemporizar os problemas entre Fifa e Governo Federal. “Encerramos a reunião de hoje com a convicção e confiança fortalecidas de que somos capazes de superar desafios e trabalhos. Vamos realizar a Copa com êxito e harmonia, administrando nossas diferenças, quando surgirem, em função do objetivo maior e comum”, disse.

O presidente da entidade máxima do futebol, Joseph Blatter, disse: “Hoje foi um grande dia para o futebol mundial”. “Não existe nenhuma discordância, tudo foi resolvido, primeiramente com a presidente Dilma Roussef, com quem me encontrei há seis semanas. Não há mais discordância, nem problemas pessoais. Tudo isso foi resolvido”.

Informações de Terra

FOTO: Ulisses Neto / Terra

Compartilhar

Presidente da Fifa virá ao Brasil para audiência pública sobre a Lei Geral da Copa

Avançar »

Para Fifa situação dos estádios da Copa-2014 é crítica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*