CBF não descarta na Arena do Grêmio se Beira-Rio não estiver pronto

Problemas do Internacional com a construtora Andrade Gutierrez para assinar contrato terá prazo que, se não for cumprido, a Fifa usará novo estádio do Grêmio.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Caso o Internacional não resolva seu impasse com a construtora Andrade Gutierezz, a Arena do Grêmio (à esquerda da foto) pode ser uma nova opção para os jogos da Copa do Mundo de 2014, em Porto Alegre. Ricardo Teixeira, presidente da CBF e do Comitê Organizador Local – COL, teria cogitado conversar com os dirigentes do Grêmio, se o Inter não resolver o problema dentro de um prazo – ainda não estipulado.

Segundo Francisco Novelletto, presidente da Federação Gaúcha, Ricardo Teixeira justifica dizendo que a Fifa prefere uma Copa do Mundo com um número menor de sedes. No Brasil, a Copa do mundo já terá 12 sedes, sendo que geralmente faz a competição com, no máximo, oito sedes por país.

“Se tirarem uma das sedes, a Copa vai sair com menos prejuízo para eles, Temos de brigar para não perder a Copa do Mundo. Vamos dar um prazo final para o Inter. Se não der, qual é a segunda opção? Vamos ter de ir para cima do Grêmio”, explicou Novelletto.

Noveletto acrescenta, ainda que os dois dirigentes se reunirão na próxima semana para conversar sobre a situação do Beira-Rio (à direita da foto) e definir o prazo para assinar o contrato com a construtora. “Primeiro, será colocada a faca no pescoço do Inter. Mas isso não garante que vamos tirar a Copa do Inter e que ela vá para o Grêmio. Há um processo que demora um tempo”, afirmou o presidente da Federação Gaúcha.

Procurado pelo clicEsportes, José Fortunati, prefeito de Porto Alegre, só deve se pronunciar após o anúncio oficial das sedes da Copa das Confederações. O anúncio será feito ensta quinta-feira, dia 20, às 13h50min em Zurique.

Informações de Zero Hora

FOTO: reprodução / Zero Hora

Compartilhar

Após acusações, Dilma tira poder de Orlando Silva da Copa

Avançar »

Fifa “não gosta de meia-entrada”, diz secretário-geral, mas cria nova categoria de descontos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*