• Visualizações 637

Secretário da Copa critica Andrade Gutierrez por entulho

Questionado sobre a possibilidade dos jogos serem realizados ainda com a presença do entulho, ele mostrou algum temor, mas otimismo para um acerto.

 

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter)

O secretário extraordinário da Copa do Mundo em Porto Alegre, João Bosco Vaz, mirou na empreiteira Andrade Gutierrez as críticas pelo entulho no Beira-Rio.

“Surpreende uma empresa da grandiosidade da Andrade Gutierrez dizer que aquele entulho não é da obra”, afirmou, em entrevista à Rádio Guaíba, nesta segunda-feira. “Vamos ficar querendo adivinha de onde veio aquele material, já que aquele terreno foi usado como descarte e canteiro de obras do Beira-Rio”, acrescentou.

Ele também colocou dúvidas sobre o argumento da multinacional para transferir a responsabilidade pela retirada. “A empresa alega que a parte dela já foi tirada e que o que existe ali seria de quando o Inter iniciou a obra. Mas quando o clube começou, foi feito muito pouca coisa para ter tanto entulho ali”, frisou o secretário.

Questionado sobre a possibilidade dos jogos serem realizados ainda com a presença do entulho, ele mostrou algum temor, mas otimismo para um acerto. “Não me surpreendo com mais nada, mas tenho quase certeza que será encontrado um meio termo”, definiu. “O que não pode é a prefeitura tirar dinheiro público para pagar um encargo de uma empresa privada.”

Informações de cp

FOTO: reprodução / Ricardo Giusti / PMPA

 

 

Compartilhar

D’Ale pede humildade para Inter seguir entre líderes

Avançar »

Grêmio tem negociação bem encaminhada por Matías Rodríguez

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*