• Visualizações 479

Licença para implosão do Olímpico é entregue pela Prefeitura da Capital

Clube só pensa em liberar o Olímpico após a conclusão do Centro de Treinamento, que ficara nas proximidades da Arena do Grêmio. Ainda não data para o estádio ser implodido.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter)

Nesta quarta-feira, 19 pelo prefeito José Fortunati, a licença para a implosão do estádio Olímpico aos representantes da OAS, que são os responsáveis pela obra do campo. Haverá uma construção de um empreendimento imobiliário no bairro Azenha. O clube só pensa em liberar o Olímpico após a conclusão do Centro de Treinamento, que ficara nas proximidades da Arena do Grêmio. Ainda não data para o estádio ser implodido.

Segundo Ricardo Goethe, que coordenou o grupo encarregado de tratar as questões públicas da implosão, até a o estádio ser derrubado um cronograma terá de ser seguido. Fortunati destacou o trabalho feito pelo coordenador. “Foi um processo muito complexo, mas realizado com grande responsabilidade e profissionalismo por todas as secretarias envolvidas”, ressaltou o prefeito de Porto Alegre.

Os moradores e comerciantes do entorno do estádio, que estão a um raio de 200 metros, saíram de seus locais durante oito horas no dia da implosão. Serão necessários 45 dias para montar, assim que empreiteira receber o ex-estadio do Grêmio.

Informações de cp

FOTO: Luciano Lanes / Divulgação PMPA / CP

Compartilhar

Projeto contra o racismo será lançado por Tinga e Márcio Chagas em Porto Alegre

Avançar »

Prazo das obras do Beira-Rio se encerra no dia 31

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*