• Visualizações 683

Punição a clube por ato de racismo é prevista pelo presidente da FGF

Caso de racismo contra o árbitro Márcio Chagas da Silva em jogo desta 12ª rodada entre Esportivo e Veranópolis do Gauhão está sendo acompanhado pelo presidente da FGF. O Esportivo deve receber uma punição por ser o mandante do jogo.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter) 

Após a partida entre Esportivo e Veranópolis,em Bento Gonçalves nesta 12ª rodada do Gauchão houve um caso de racismo contra o árbitro Márcio Chagas da Silva. O juiz encontrou seu carro com marcas de depredações e com bananas em cima da porta do motorista do veículo. Mesmo em férias o presidente da Federação Gaúcha de Futebol – FGF, Francisco Novelletto, acompanha o desenrolar dos fatos.

De acordo com o dirigente o Tribunal de Justiça Desportiva do Estado – TJD já esta vendo quais atitudes irá tomar sobre o caso. “Lamentamos e repudiamos a situação. A Federação está tomando as medidas cabíveis, que é passar a súmula para o Tribunal. Não temos autonomia para punir, existe o TJD para isso. E também não posso parar o campeonato por isso. A autoridade é a Justiça Desportiva”, destacou Novelleto.

Esta prevista por Novelleto, uma punição ao Esportivo, por ter sido o mandante do jogo naquele dia. O clube ainda deve ser denunciado no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva – CBJD, que prevê pena de multa e perda de três pontos.

Informações de cp e www.bonde.com.br

FOTO: Juan Barbosa / Agencia RBS

 

Compartilhar

Para Abel Braga, Inter teve boa produtividade e merecia a vitória

Avançar »

Imagem de Ayrton Senna será anexada em carros da Williams

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*