• Visualizações 561

Na saída, Souto de Moura revela clima “tenso” no Internacional

Em entrevista, dirigente explicou quais motivos o levaram a deixar a função. Segundo ele, o ambiente no clube é “tenso” e não seria possível fazer as mudanças que ele acha que o time precisa. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O diretor de futebol do Inter, Luis Cesár Souto de Moura, confirmou na tarde desta terça-feira, dia 10, o seu desligamento do cargo. Em entrevista, o dirigente explicou quais motivos o levaram a deixar a função. Segundo ele, o ambiente no clube é “tenso” e não seria possível fazer as mudanças que ele acha que o time precisa.

“Percebi que não havia condições para fazer o que devia ser feito. O Inter carece de uma reengenharia no futebol. E isso vai impactar em pessoas, estrutura e uma série de coisas. Avaliei bem e entendi que faria melhor sair do clube”, comentou o dirigente.

O clima no clube também foi um dos fatores para a sua saída. “Há uma guerra política já estabelecida. É um ambiente tenso e oportunista. Um exemplo foi a reunião polêmica que marcaram uma semana antes do final do Brasileirão (em referência à discussão no Conselho Deliberativo). Achei uma coisa de última”, observou.

“O meu grupo (Coração Colorado) estava preocupado com o fato de sair do futebol ficasse imputado a nós o insucesso da temporada. Falei com o presidente hoje e me coloquei inteiramente à disposição. A decisão foi apresentada em caráter irrevogável”, acrescentou Souto de Moura, que informou que lançará um blog chamado Primeira Página.

Informações de CP

FOTO: reprodução / André Ávila / CP

Compartilhar

Santos espera ajuda de investidor para comprar Leandro Damião

Avançar »

Jogadores do Nóia realizam exames cardiológicos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*