• Visualizações 585

Internacional deve se reunir com Robinho em 15 dias

Para atuar no Inter, bicampeão brasileiro, 2002 e 2004, braço direito e líder de Dunga na passagem do técnico pela Seleção, teria pedido, inicialmente, RS 1,1 milhão mensais.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Contatado pela direção colorada, o ex-santista Robinho deve definir seu futuro nas próximas semanas, para que o Inter possa finalizar as contratações de peso para as disputas do segundo semestre.

Em 15 dias, os dirigentes devem ouvir uma resposta de Robinho sobre a volta do atacante ao Brasil. Por intermédio do técnico Dunga, uma conversa entre a direção do Inter e Robinho já ocorreu. Os dirigentes ouviram do jogador de 29 anos que em duas semanas um encontro poderia ser marcado.

O jogador estará no Brasil após o final do Campeonato Italiano — que termina neste domingo, quando o Milan enfrenta o Siena no Artemio Franchi — e o contato seria feito pessoalmente.

Mesmo salário de D’Ale e Forlán

O início das tratativas assustaram. Os cartolas colorados ficaram impressionados com a quantia salarial pedida por Robinho. Para atuar no Inter, o bicampeão brasileiro em 2002 e 2004, braço direito e líder de Dunga na passagem do técnico pela Seleção Brasileira, teria pedido, inicialmente, RS 1,1 milhão mensais. Com uma folha salarial de cerca de R$ 8 milhões, a quantia extrapolaria o teto do clube. Os honorários de Robinho estariam entre os mais altos do Beira-Rio — perto do que recebe o zagueiro Juan, o meia D’Alessandro e o atacante Diego Forlán.

“Para ele sair do Milan, teria de ser para um clube que cumpre com os salários, um lugar em que a família dele tenha segurança e toda a qualidade de vida que tem atualmente”, resumiu sua procuradora.

Santos pode estragar negociação

Nos próximos 15 dias, a tarefa dos dirigentes e comissão técnica seria de persuadir o jogador a baixar o valor pedido. Com isso, outro problema surge para que a negociação ocorra: o Santos poderia investir para repatriar o jogador a partir da iminente venda de Neymar.

A informação de São Paulo de que o craque santista já estaria negociado com o futebol espanhol e que Robinho seria a reposição à altura de Odílio Rodrigues, presidente em exercício do Santos, pode fazer sombra ao sonho colorado. No início do ano, o time paulista tentou repatriar o atacante, mas o Milan só aceitou iniciar tratativas por, no mínimo, 10 milhões de euros.

Para ter Robinho, o Inter deve vender Leandro Damião, embora a diretoria não descarte a possibilidade da permanência do camisa 9. O Inter teria dinheiro em cofre para tirar o jogador do Milan, mas a venda de Damião, após a transação, seria mais que emergencial. No início do ano, uma proposta de 18 milhões de euros (R$ 47 milhões) do Tottenham chegou ao presidente Giovanni Luigi. Disposto a liberar o atacante, a venda não foi concretizada devido à negativa de Damião em transferir-se para a Inglaterra.

Da Europa, a informação é de que o Tottenham investiria novamente no artilheiro colorado após a Copa das Confederações. Como o Inter é dono de 70% dos direitos econômicos do centroavante da Seleção Brasileira — o restante pertence ao Atlético de Ibirama (SC) —, os milhões que entrariam no caixa do clube serviriam para repatriar Robinho.

Informações de Zero Hora

FOTO: reprodução / Gazzeta

Compartilhar

Beckham pendurará as chuteiras ainda em maio

Avançar »

Inter tenta seduzir jogadores com “DNA de campeão”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*