• Visualizações 738

Seleção não convence a torcida em último teste antes de convocação para Copa das Confederações

Empate com o Chile foi motivo de vaias e gritos de “olé” no jogo realizado no Mineirão. Falharam itens como ingressos, acesso e trânsito. Calendário da Fifa indica que haverá mais 11 amistosos em 2013. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O empate em 2 a 2 com o Chile, resultado da partida amistosa disputada na noite de quarta-feira, 24, não convenceu a torcida brasileira no último teste antes da convocação para a Copa das Confederações.

Vaias e gritos de “olé” enquanto a seleção chilena – que marcou primeiro e depois buscou o empate –, trocava passes ocorreram diversas vezes durante o jogo no Mineirão. Réver e Neymar marcaram pelo Brasil e o flamenguista González e o gremista Vargas, pelo Chile.

A lista de convocados para a Copa das Confederações será divulgada no próximo dia 14. A partida inaugural da competição está marcada para o dia 15 de junho, contra o Japão, no Estádio Nacional, em Brasília, às 16 horas. O Brasil está no Grupo A, junto com Japão, México e Itália. A grande final será no Maracanã, no Rio de Janeiro, dia 30, às 19 horas.

MAIS AMISTOSOS – A Confederação Brasileira de Futebol – CBF divulgou calendário na madrugada desta quinta-feira, 25, que aponta mais 11 amistosos para o time de Luiz Felipe Scolari neste ano – cinco deles já tem adversários definidos (França e Inglaterra antes da Copa das Confederações e Suíça em agosto e Argentina no Superclássico das Américas, com dois jogos).

A CBF usará todas as datas Fifa e jogará também dois jogos fora do calendário da entidade, quando poderá chamar apenas atletas que atuam no Brasil. É nestes 11 jogos que Felipão terá oportunidade para armar a equipe que disputará o Mundial – em 2014, há apenas uma data Fifa prevista para amistosos.

“Não estou nem aí”, diz

Neymar sobre vaias

Antes mesmo do apito inicial de Brasil x Chile, a torcida presente no Mineirão já começavam com alguns gritos ofensivos, com música que “homenageava” o narrador Galvão Bueno. Quando a partida começou, Neymar foi alvo, especialmente quando perdeu um gol frente a frente com o goleiro Johnny Herrera.

Nos minutos finais, o atacante santista foi chamado de pipoqueiro. Mas ele afirma não se importar com as críticas. “As vaias não fazem bem, ninguém gosta disso”, comentou. “Eu não estou nem aí. Em todo lugar que vamos com a seleção somos vaiados.”

Atletas que atuam em Minas Gerais também foram vaiados. Ronaldinho Gaúcho, Réver e Marcos Rocha, do Atlético-MG, e Dedé, do Cruzeiro, foram os “presentados” com os gritos das torcidas rivais.

BARCELONA –  Mesmo com as vaias recebidas da torcida brasileira, Neymar continua, aparentemente, interessando o Barcelona. As especulações sobre o jogador na imprensa catalã dão conta de que declarações do vice-presidente do clube, Josep María Bartomeu relacionam o atacante a uma renovação de elenco do Barça, especialmente após a derrota por 4 a 0 para o Bayern de Munique, na última terça-feira, 23.

“É um jogador que nos interessa”, afirmou. “Tem contrato com o Santos e não temos informações de que deseja sair. Mas se disser que quer, vamos atrás. É uma vontade de nosso técnico.”

Em teste, falharam itens como

ingressos, acesso e trânsito

O amistoso da noite de quarta-feira foi usado pelo Comitê Organizador Local da Copa – COL como evento-teste para a Copa das Confederações – e, claro, para a Copa do Mundo. Os maiores problemas foram registrados em três das 14 operações avaliadas: ingressos, acesso ao estádio e trânsito.

Nem todas as operações necessárias foram testadas. “O número [de operações testadas] vai aumentar no próximo evento”, promete o diretor-executivo do COL, Ricardo Trade. O Mineirão será uma das seis sedes da Copa das Confederações. Salvador, Rio de Janeiro, Recife e Brasília também terão eventos de teste antes do torneio.

Informações de UOL Esportes e Lancenet

FOTO: reprodução / Ivan Pacheco

Compartilhar

Allianz oferece R$ 300 mi e dará o nome do novo estádio do Palmeiras

Avançar »

Advogado de Bruno diz que ele pode voltar ao futebol em julho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*