• Visualizações 545

Imprevistos além da falta de energia no estádio marcam Superclássico das Américas para a Seleção Brasileira

Como não há mais brechas no calendário, e a CBF também não quer mais indisposições com os clubes brasileiros, na próxima semana, uma reunião deve definir o Brasil como campeão da edição 2012.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Das 17 horas desta terça-feira, dia 02, até 01 hora desta quinta-feira, dia 04, a Seleção Brasileira teve alguns imprevistos. Foi o caso do desvio do voo de ida e o cancelamento do jogo contra Argentina em virtude da falta de energia no estádio Centenário.

Além as manobras estruturais, inicialmente, a viagem estava prevista para ser completada em duas horas. No entanto, uma forte área de instabilidade forçou o comandante a fazer um desvio de 300 km, passando pelo Paraguai.

Passado o susto, a seleção brasileira se concentrou e estava preparada para a decisão do Superclássico das Américas. No entanto, um problema de energia atrapalhou. Desde a tarde de quarta-feira, dia 03, o sistema elétrico do estádio centenário estava instável. Na hora que as delegações chegaram ao local, por volta de 20h30min, houve duas quedas.

Durante a hora seguinte, houve uma série de especulações e indefinições. Primeiro disseram que o ônibus do Brasil tinha passado por cima de um fio e causado o problema. O motorista e a CBF negaram. Depois, os organizadores da partida falaram em sobrecarga no gerador. Mais tarde, porém, imagens da Mowa Sports, que faz os vídeos da CBF, revelaram que uma caixa de energia pegou fogo antes do jogo.

Como não há mais brechas no calendário, e a CBF também não quer mais indisposições com os clubes brasileiros, a reunião com a Associação de Futebol Argentino, na próxima semana, deve sacramentar o Brasil como campeão da edição 2012 do Superclássico das Américas.

Agora, o Brasil volta a jogar na quinta-feira, dia 11, contra o Iraque, em Malmo, na Suécia, e depois na terça-feira, dia 16, diante do Japão, na Breslávia, na Polônia. O último amistoso do ano deve ser em 14 de novembro, em Doha, no Qatar. O adversário ainda não foi definido.

Informações de Globo Esporte

FOTO: reprodução / AP

Compartilhar

Ocupando o 14º lugar no ranking da Fifa, Brasil chega à pior colocação da história

Avançar »

Nóia joga última partida da primeira fase da Copa Hélio Dourado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*