• Visualizações 731

Libertadores: Classificação do Corinthians para final ainda é pouco, diz Tite

Treinador, que nunca venceu o campeonato sul-americano, assim como o time que comanda, usa “humildade” e “ambição” para resumir equipe. 

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Depois do empate por 1 a 1 sobre o Santos na noite de quarta-feira, dia 20, o Corinthians fica mais perto da inédita Taça Libertadores. E com um gostinho a mais: chegar à final do campeonato sul-americano também é novidade para o técnico Tite.

O treinador, no entanto, não se dá por satisfeito. “A classificação é pouco para a história, para as nossas ambições, mas registra muito a qualidade que esse grupo tem”, avalia Tite.

Esta será a primeira vez que treinador e clube chegam à última fase da Libertadores. A melhor posição de Tite havia sido as semifinais de 2002, quando perdeu para o Olimpia nos pênaltis, no estádio Olímpico. No ano seguinte, eliminou os paraguaios (campeões) nas oitavas, como aconteceu diante do Santos.

“Eliminamos o campeão anterior novamente em um clássico extraordinário, mas agora quero um desfecho melhor”, declarou. “Nosso grupo tem muita humildade. Se eu pudesse resumir essa equipe em duas coisas, seria por ter humildade para reconhecer as virtudes do outro lado e por ser ambiciosa para conquistar.”

A outra vaga para a final será decida na noite desta quinta-feira, 21, entre Boca Juniors e Universidad de Chile, na casa do clube chileno. A partida está marcada para as 21h15min. No jogo de ida, o Boca venceu por 2 a 0.

Tragédia depois do jogo

Uma briga que ocorreu depois do jogo entre Corinthians e Santos, em São Paulo, terminou em morte na Freguesia do Ó, zona norte da capital. Segundo informações do SPTV, o torcedor do Corinthians Reginaldo Fernandes de Sena, de 33 anos, levou um tiro e chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

De acordo com a polícia, testemunhas viram três pessoas discutindo por causa de futebol. Depois da briga, uma delas teria atirado. Em março deste ano, os torcedores André Alves Lezo e Guilherme Vinícius Jovanelli Moreira morreram após uma briga entre integrantes das torcidas Gaviões da Fiel e Mancha Alviverde.

Informações de Globo Esporte

FOTO: Marcos Ribolli / globoesporte.com

Compartilhar

Vanderlei Luxemburgo demonstra confiança às vésperas de jogo contra o Palmeiras

Avançar »

Médico do Nóia é convocado para a Seleção Sub-20

Um comentário

  1. rafael
    21 de junho de 2012

    corinthians ja ganmho libertadores tanacara perdeu samtos

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*