Com um “muito obrigado” à torcida brasileira, Ricardo Teixeira deixa a CBF e o COL