Superclássico: Brasil e Argentina jogam amistoso que vale até taça

Vencedor da disputa que começa nesta quarta-feira e tem jogo de volta no dia 28 ficará com o troféu Nicolás Leoz.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Brasil e Argentina entram em campo às 21h50min desta quarta-feira, dia 14, em busca de redenção.

Depois do fiasco na Copa América – ambas foram eliminadas nas quartas-de-final – as seleções voltam a Córdoba, uma das cidades-sede do torneio, para um amistoso cheio de charme, com jogo de volta marcado para o Brasil, dia 28, valendo até taça.

Para o confronto de ida do “Superclássico das Américas”, os técnicos (foto) contam só atletas que atuam nos dois países. A segunda partida será no Mangueirão, em Belém. Quem somar o maior número de pontos nos dois jogos fica com o troféu Nicolás Leoz, criado pelo artista uruguaio Carlos Páez Vilaró.

Trio ofensivo é

trunfo brasileiro

Sem poder contar com os “estrangeiros”, Mano chamou dez caras novas, atletas que nunca defenderam a Seleção Brasileira: o goleiro Rafael, do Santos, os laterais Mário Fernandes, do Grêmio, e Bruno Cortês, do Botafogo, o zagueiro Rhodolfo, do São Paulo, os volantes Paulinho, do Corinthians, Casemiro, do São Paulo, e Rômulo, do Vasco, os meias Cícero, do São Paulo, Oscar, do Internacional, e Renato Abreu, do Flamengo.

Para derrotar os arquirrivais, uma aposta: o mesmo ataque que teve boa atuação na vitória por 1 a 0 sobre Gana, em amistoso realizado no início de setembro, em Londres. Neymar, Ronaldinho Gaúcho e Leandro Damião foram escalados entre os titulares. O atacante do Internacional, inclusive, marcou o gol do triunfo sobre os africanos, na capital inglesa.

Argentina aposta

na base do Velez

Já o técnico Alejandro Sabella aposta na base do Velez Sarasfield para o confronto diante do Brasil. No único treino aberto à imprensa, ele optou pelo entrosamento da principal equipe do futebol argentino na atualidade. São seis atletas da equipe: Sebastian Dominguez, Canteros, Augusto Fernandez, Zapata, Papa e Martinez. Por outro lado, não poderá contar com a experiência de Verón e Riquelme. Os dois estão machucados e não foram nem relacionados.

Informações de GloboEsporte.com

FOTO: Mowa Press

Compartilhar

UFC marca confronto entre Cung Le e Vitor Belfort e ignora pedido do brasileiro

Avançar »

Superclássico: Brasil e Argentina começam disputa por troféu em igualdade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*