Copa Laci Ughini: Anilado vence o Inter e segue na liderança da chave 1

No duelo de invictos, o Novo Hamburgo venceu o Internacional por 1 a 0, em pleno estádio Beira-Rio, e se manteve na liderança da chave 1, agora com 13 pontos.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Conquistar a primeira vitória fora de casa e trazer na bagagem os três pontos. Foi com esse pensamento que o Novo Hamburgo enfrentou o Internacional, no Beira-Rio, pela Copa Laci Ughini.

Mas antes de iniciar a busca pelos três pontos, os jogadores das duas equipes precisaram esperar 1 hora, pois a ambulância não estava presente no estádio colorado. Após o grande transtorno e desgaste para os atletas, o Novo Hamburgo venceu o Internacional por 1 a 0 e acabou com a invencibilidade do time colorado.

Com o resultado, o Anilado chegou aos 13 pontos e segue firme na liderança da chave 1. Mas agora a equipe do Vale é a única que ainda não perdeu na chave.

O jogo iniciou equilibrado com as duas equipes buscando entrar no ritmo, o Novo Hamburgo levou a campo a mesma equipe que venceu o São José, já o colorado reforçou o time, e trouxe do grupo profissional peças para compor sua equipe. O goleiro Agenor, o volante Wilson Mathias, os meias Ricardo Goulart e Lucas Roggia e os atacantes Alex e Gilberto, reforçaram o time B.

Jogando em casa, o Inter pressionou o anilado, mas o contra-ataque da equipe do técnico Itamar Schulle foi certeiro. Mais uma vez a troca de passes foi um dos pontos fortes do time do Vale.

O meia-atacante Clayton, novamente estava em tarde iluminada e saiu dos pés dele o gol da vitória anilada. Aos 38 minutos, Chicão, que teve uma atuação expressiva, passou a bola para Juninho, que viu Clayton na área e mais uma vez fez um golaço. Depois do gol, o Novo Hamburgo administrou o resultado e não deu oportunidades para o adversário.

Na segunda etapa, após conversa do técnico Itamar Schulle, a equipe voltou determinada a não sair do Beira-Rio sem a liderança da chave. No entanto, aos 4 minutos o Novo Hamburgo levou um susto. O árbitro assinalou pênalti para o colorado e Gilberto bateu por cima do travessão.

Apesar da pressão do Internacional para empatar a partida, foi o anilado que criou as melhores chances de gol para ampliar o marcador.  Aos 39 minutos, Juninho teve uma grande chance. Após bela jogada pela esquerda, o meia limpou todo o lance, ficando cara a cara com o goleiro, mas acabou chutando no meio do gol, dando chance para o arqueiro Agenor espalmar. E já nos acréscimos o atacante Jhon completou de cabeça para Agenor que fez um milagre e impedir o segundo gol do ECNH.

Ficha do jogo:

Inter (0): Agenor; Alisson, Dalton, Romário e Paulinho; Noé, Wilson Mathias, Ricardo Goulart e Lucas Roggia (Siloé); Alex (Marcos Vilela) e Gilberto (Talles Cunha). Téc.: Osmar Loss

Novo Hamburgo (1): Eduardo Martini; Jhonathan, Glauco, Heverton e Luis Henrique (Alisson) (Branco); Zaquel, Chicão, Juninho e Clayton (Rodrigo Mendes); Paulinho Macaíba e Jhon. Téc.: Itamar Schulle

Arbitragem: Vinicius Gonçalves, auxiliado por Feliciano Tansini e Jorge Bernardi

FOTO: Mirela Putrich

Compartilhar

Médicos relatam melhora de Ricardo Gomes e descrevem sorriso por vitória do Vasco

Avançar »

Após quadro de agitação, Ricardo Gomes volta a ser sedado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*