Recopa Sul-Americana: Independiente vira e joga com vantagem no Beira-Rio

Na noite desta quarta-feira, 10, o Independiente venceu o Internacional por 2 a 1, de virada, em Avellaneda, na Argentina. Agora, o Rei de Copas joga pelo empate no jogo final do dia 24 de agosto, no estádio Beira-Rio.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O Internacional não conseguiu segurar os Diablos Rojos e foi derrotado por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira, 10, em Avellaneda. Com o resultado negativo, no jogo realizado no estádio Libertadores da América, na Argentina, o Rei de Copas joga pelo empate no jogo final do dia 24 de agosto, no estádio Beira-Rio.

Vitória simples do Inter leva a decisão do título à prorrogação e aos pênaltis. Se quiser conquistar o título nos 90 minutos, o colorado precisa de pelo menos dois gols de diferença para conquistar o torneio no tempo normal. O gol fora não é critério de desempate.

Gols

Aos 36 minutos, o colorado abriu o placar com Leandro Damião, mas 50% do gol pode ser creditado ao lateral direito Nei. O camisa 4 colorado recuperou uma bola na defesa, tabelou com Élton e avançou. Depois de atravessar o campo, Nei pedalou para cima de Milito e cruzou na medida para Damião, de carrinho, colocar o Inter na frente.

Só que a alegria colorada durou apenas 5 minutos, pois o lateral esquerdo Velázquez apareceu entre a defesa gaúcha e cabeceou sem chances para Muriel, empatando a final.

Na segunda etapa, aos 27 minutos, Elton fez falta na entrada da área do Internacional. Marco Pérez cobrou forte, a bola desviou em outro jogador argentino, enganou Muriel e entrou no meio do gol, para decretar a virada do Independiente.

Mudança de Foco

Com a finalíssima só em 24 de agosto, o Inter volta a pensar no Brasileirão. No próximo domingo, o colorado visita o Bahia, às 18h 30min, em Pituaçu.

Ficha do Jogo

Independiente (2): Hilario Navarro; Eduardo Tuzzio, Julián Velázquez, Gabriel Milito e Maximiliano Velázquez; Hernán Fredes, Cristian Pellerano, Iván Pérez (Cabrera) e Matías Defederico (Nieva); Leonel Nuñez (Osmar Ferreira) e Marco Pérez. Técnico: Antonio Mohamed.

Internacional (1): Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kleber (Fabrício); Wilson Matias, Élton, Tinga e D’Alessandro (Andrezinho); Jô (Marquinhos) e Leandro Damião. Técnico: Osmar Loss.

Gols: Leandro Damião (Int), aos 36min do primeiro tempo, Velázquez (Ind), aos 41min do primeiro tempo, Marco Pérez (Ind), aos 27min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Bolívar (Int), D’Alessandro (Int); Pellerano (Ind).

Arbitragem: Wilmar Roldán, auxiliado por Abraham González e Humberto Clavijo (trio colombiano).

Local: Estádio Libertadores da América, em Avellaneda, Grande Buenos Aires-Argentina.

FOTO: reprodução / GloboEsporte.com

Compartilhar

Amistoso Internacional: Alemanha vence o Brasil e Mano segue sem vencer grandes

Avançar »

Noia estréia na Copa Laci Ughini

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*