E agora, Luigi? Quem será o novo técnico do Inter?

Conheça o perfil dos treinadores que estão sendo cogitados para substituir o ídolo Paulo Roberto Falcão na casamata colorada.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

E agora, Luigi? É a pergunta que os colorados estão fazendo depois do anúncio oficial da demissão do ídolo Paulo Roberto Falcão do comando do time e de Roberto Siegmann do comando do futebol.

Leia Mais

Falcão não é mais técnico do Inter

O presidente Giovanni Luigi (foto) terá que trabalhar sozinho na busca de um novo comandante para a equipe colorada. Depois de demitir Falcão e Siegmann, o presidente será o único responsável por contratar um novo treinador para o Inter.

Porém, não está descartada a volta de Fernando Carvalho para comandar o vestiário colorado. Ele, que era o presidente no título Mundial em 2006 e já exerceu várias vezes o cargo de vice-presidente de futebol, é o principal nome para o futebol e sua volta poderia ser a explicação para a queda de Falcão. No final de 2010, Fernando Carvalho deixou claro que não gostaria de ter Paulo Roberto Falcão no comando do Inter.

[poll “44”]

COTADOS

Para ajudar Giovanni Luigi na escolha do novo técnico, o Portal novohamburgo.org foi atrás de um perfil dos nomes que são mais cotados. Não há uma unanimidade.

Argel

Jogou em grandes equipes de dentro e fora do Brasil, como Benfica, Porto, Santos, Cruzeiro, Palmeiras, e o próprio Internacional. Um dos destaques da sua carreira foi o vice-campeonato da Libertadores de 2000 pelo Palmeiras. Após se aposentar, Argel seguiu a carreira de treinador.

Em seu primeiro trabalho levou o Mogi Mirim à elite do Campeonato Paulista. Logo depois, dirigiu o Guaratinguetá, conseguindo uma boa campanha na Série C do Campeonato Brasileiro de 2008. Em 2009, Argel foi anunciado como novo treinador do Caxias; já em janeiro de 2010, assumiu o comando do São José-RS. Depois passou por Criciúma, Guarani de Campinas e Botafogo-SP.

Celso Roth

Roth coleciona bons trabalhos e o título da Taça Libertadores de 2010 no Inter. Mesmo assim, foi demitido na contratação de Falcão por sustentar a fama de retranqueiro e ser admirador de volantes. Em suas passagens pela Dupla, os volantes costumavam ser questionados (caso de Wilson Matias, em 2010, no Inter, e Polga e Eduardo Costa, em 2000, no Grêmio).

No entanto, a história registra times equilibrados, que começam por uma defesa consistente e um ataque, senão volumoso, pelo menos de bom aproveitamento das chances (Grêmio em 2008 e Inter em 2010). Caso seja confirmado Carvalho no futebol, Roth poderia voltar.

Cuca

O temperamento e o estilo de jogo não combinam com o Colorado. Fora de campo, Cuca ficou conhecido como um técnico de temperamento instável, com momentos de desequilíbrio. Não consegue administrar a pressão e remotivar o grupo. Exemplo maior está no Cruzeiro, em que afundou após cair na Libertadores. Prima por montar equipes equilibradas, com defesa sólida e a ataque talentoso.

Herdou de Adilson Batista o meio-campo com três volantes e apenas Montillo na armação e deixou o título do Brasileirão escapar justamente quando tentou acomodar Gilberto e Roger entre os titulares. Abriu mão de um marcador e viu o time perder consistência. Na grande arrancada do Fluminense para escapar do rebaixamento em 2009, um dos pontos fortes da equipe de Cuca era exatamente a defesa.

Diego Aguirre

Tem trajetória semelhante à de Falcão. Era ídolo do Peñarol como jogador e, como técnico, manteve a idolatria, chegando à final da Libertadores deste ano. A personalidade tranqüila esconde um estrategista pragmático. Segundo a imprensa uruguaia, tem um “estilo clássico” de comandar a equipe. Ou seja, conserva as características seminais do futebol do país.

Arma equipes muito sólidas na defesa, extremamente aplicadas na marcação. No entanto, não consegue o mesmo equilíbrio no ataque. Apoiado nos contragolpes, costuma deixar de lado a idéia do articulador e aposta em ligações diretas e jogadores velozes, como Martinuccio. Já jogou no Internacional e foi ídolo nos anos 90.

Dorival Júnior

Sofre no Atlético do mesmo mal de Falcão: a carência de peças de reposição. Faz uma campanha péssima no Brasileirão e mantém a fama de ofensivista de seus clubes anteriores. É visto pela imprensa mineira como um “falso retranqueiro”. Mais fatores colocariam Dorival longe do Beira-Rio: a multa rescisória é muita elevada e o presidente Alexandre Kalil não tem histórico de demitir os técnicos na primeira pressão da torcida.

Dunga

Dunga poderia ser a saída da diretoria colorada na substituição de um ídolo. Revelado no Inter e autor do gol que não deixou o Inter ser rebaixado para a segunda divisão brasileira, em 1999, Carlos Caetano Bledorn Verri “Dunga” era o técnico da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010 e atualmente está sem clube. Morador de Porto Alegre, seria um nome que está acompanhando de perto a campanha do Internacional no Brasileirão 2011.

Paulo César Carpegiani

Como jogador atuou pelo Internacional, Flamengo e também pela Seleção Brasileira. Era um meia-armador de estilo clássico, com dribles curtos e objetivos, bom poder de marcação e principalmente com um passe longo de altíssima precisão. Ao lado de Falcão e Caçapava, formou no Internacional um trio de meio-campo que entrou para a história do futebol brasileiro.

Carpegiani participou de sete dos oito títulos do Campeonato Gaúcho que o Inter faturou de 1969 a 1976, além disso, foi bicampeão brasileiro nos anos de 1975 e 1976. Neste Brasileirão treinou o São Paulo, foi líder algumas rodadas, mas depois de uma seqüência de derrotas  foi demitido e atualmente está sem clube.

Com informações de ClicRBS

FOTO: reprodução

Compartilhar

Falcão não é mais técnico do Inter

Avançar »

Adeus, Falcão! Paulo Sant’Ana ironiza: “Eu já sabia”

13 comentários

  1. 18 de julho de 2011

    sinceridade.só treinador não basta,o futebol gaucho vem a tempo precisando de investimentos dentro do campo,isso sim é que pode mudar.sem grandes jogadores não se ganha nada.

    Responder
  2. odair
    18 de julho de 2011

    MANO MENESES. HOJE É O MELHOR E CONCERTESA ESTARA DISPONIVEL, É O UNICO CAPAS DE SUBSTITUIR O IDOLO FALCAO.

    Responder
  3. paulo ricardo campos de souza
    18 de julho de 2011

    diego aguire ou dunga ou cuca os outros não servem !!!
    se for pra mudar pra pior ; que continue o falcão ….
    aqui fala um colorado gaucho que mora no paraná.

    Responder
  4. 18 de julho de 2011

    onovo tecnico do inter tenque ser o
    dunga se não acabou parao inter

    Responder
  5. 18 de julho de 2011

    mauro ovelha tecnico da chapecoense de santa catarina

    Responder
  6. Jean Marcos
    18 de julho de 2011

    Dunga semprreee !!!!

    um ótimo treinador

    Responder
  7. davi
    19 de julho de 2011

    O problema do Inter não é o treinador …

    É esse presidente Vacilão….

    Impitimam nadireção

    Responder
  8. rogerio rosa
    19 de julho de 2011

    O problema do Inter são jogadores que não tem comprometimento com o clube, não se empenham. técnico para resolver vai ter que dominar o vestiário, se impor e botar medalhões no banco. Jogadores tem que fazer mais para mercer o salário.

    Responder
  9. 19 de julho de 2011

    bom dia eu acho que esta na hora de colocar um tecnico de pouso firme emudar acara desse time digodalessandro bolivar indio tinga cleber nei terao que ir embora pois jogao quando querem. luis bom bage rs

    Responder
  10. alisson
    19 de julho de 2011

    tem que mudar essa diretoria do inter, se não vai continuar a mesma coisa. tambem tem que colocar uns caras novos para testar, sempre o mesmo time não da certo. tem que manda aquela velharada pra casa.ok

    Responder
  11. Colorado ate morrer
    19 de julho de 2011

    Uma pessoa que faria a diferença neste time seria o Tite mas pena que ele esta atuando no time do Corinthians já que não pode ser ele eu colocaria o Dunga ou melhor deixaria o Falcão e compraria jogadores mais novos e com muita experiencia

    Responder
  12. Amanda
    19 de julho de 2011

    Eu acho,que o Dunga deveria ser o técnico,muitas pessoas colocaram defeito nele,mais não é assim as coisa,além de ser um ótimo técnico,ele com certeza,fará do inter um ótimo time

    Responder
  13. gabriel
    21 de julho de 2011

    Diego Aguirre ou Dorival Junior.Mas não basta só o treinador, o Inter precisa contratar um goleiro, um zagueiro e um lateral-direito. Por favor Luigi contrata.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*