• Visualizações 1115

Será?! Direção do Grêmio confia na volta de Ronaldinho Gaúcho

Presidente Paulo Odone acredita que explorando a imagem do craque, aumentam receitas do clube, o que viabilizaria o negócio.

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Nada mais, nada menos, do que R$ 20 milhões! É o que o Milan estaria pedindo para liberar Ronaldinho Gaúcho…

Interessados em pagar não faltam: Los Angeles Galaxy (EUA), Liverpool e Manchester City (ING), até o Palmeiras, de Felipão. O favorito, no entanto, parece ser, acredite, o Grêmio. Isso mesmo! O clube que revelou o craque estaria prestes à repatriá-lo.

As últimas notícias dão conta de que o empresário e irmão do jogador, Assis Moreira, teria proposto à direção gremista pagar a metade do valor exigido pelo Milan, que tem contrato com ele até a metade de 2011. Os outros R$ 10 milhões viriam de investidores dispostos a lucrar com a imagem do jogador, em esquema parecido com o que o Corinthians pôs em prática para ter Ronaldo Fenômeno.

Desde sábado, dia 18, só se fala nisso no meio futebolístico do Rio Grande do Sul, ofuscando o terceiro lugar no Mundial de Clubes da Fifa conquistado pelo Inter. E também pudera. Afinal, trata-se do “presente de Natal” que os gremistas sonham para a disputa da Libertadores no ano que vem. Uma contratação que impactaria o mercado nacional.

PORTO ALEGRE – A preferência por Porto Alegre seria pela proximidade da família, na terra natal. Ronaldinho inclusive já está na capital gaúcha. De férias no Milan, teria desembarcado no aeroporto Salgado Filho na manhã de domingo, 19. À noite, foi visto na Planet Music Hall, casa de shows localizada na Zona Sul e que pertence à família.

“O Ronaldinho vai se pagar”,

diz presidente Paulo Odone

No que depender da confiança da direção, a torcida tricolor pode mesmo ter esperanças. Pelo menos é o que aponta a fala do presidente Paulo Odone (foto) ao ClicEsportes.

O salário do atual camisa 80 do Milan seria pago a partir de contratos fechados com sua chegada. Portanto, sem ônus à folha de pagamento. “Ele tem de entrar na receita do marketing. O Ronaldinho extrapola a folha do futebol.”

Odone não tem dúvidas de que muitas empresas serão parceiras no projeto. “O Ronaldinho vai se pagar. Aliás, ele irá nos ajudar a pagar a folha”, projeta o presidente, convicto. Para ter de volta o craque um contrato de quatro anos, com o objetivo de fazê-lo encerrar a carreira no Tricolor, é a proposta.

Outra “isca” seria a proximidade que Ronaldinho teria com Mano Menezes, técnico da Seleção Brasileira. Jogando no Brasil, seria mais fácil ser convocado. “Queremos que ele fique aqui. Nós temos de terminar com a mania de que não podemos (Rio Grande do Sul) contratar atletas deste nível. O Ronaldinho já foi convocado para a Seleção e poderá ter mais oportunidades aqui.”

Com informações de ClicEsportes

FOTO: Antonio Calanni, AP

Compartilhar

Mundial de Clubes: Inter de Milão é campeão e Colorado fica em terceiro

Avançar »

Inter: Retorno melancólico

Um comentário

  1. 30 de dezembro de 2010

    Ronaldinho gaucho não Joga, Ronaldinho gaucho da show.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*