• Visualizações 2727

Mundial de Clubes: Os números do vexame colorado

Derrota do Inter para o Mazembe, em Abu Dhabi, é a primeira de brasileiros em mundiais da Fifa e representa também final inédita, sem a presença de um time sul-Americano.

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Perder um Mundial de Clubes, é normal. Vários brasileiros já perderam… Europeus, também. Perder para um time do Congo é que é surpreendente. Afinal, trata-se da 129º força do futebol, de acordo com o ranking da Fifa.

Leia Mais

Não deu! Colorados hamburguenses se mobilizam, mas o Todo Poderoso estraga a festa

O sonho acabou! Zebra africana elimina o Inter

O dia seguinte dos colorados não é fácil. Como se não bastasse o fim do sonho do bicampeonato mundial após a dupla “dancinha” do goleiro Kidiaba (foto), agora têm de conviver com os números do vexame histórico. Sem falar da corneta dos gremistas, é claro! A rivalidade Gre-Nal está entre as maiores do esporte.

Ao perder por 2 a 0 para o Todo Poderoso Mazembe – vale lebrar que é esse mesmo o nome do clube –, nas semifinais da competição, em Abu Dhabi, nesta terça-feira, dia 14, o Inter tornou-se o primeiro brasileiro a sofrer uma derrota em mundiais organizados pela Fifa, incluindo o de 2000, disputado no Brasil com a presença de Vasco e Corinthians. Antes, eram nove vitórias e 13 empates verde-amarelos.

A atual fórmula de disputa é aplicada pela entidade máxima do futebol desde 2005, com times de todos os continentes. É a primeira vez também que um africano chega à final. Sempre a decisão teve um europeu e um sul-americano. Essa é, ainda, a primeira vez em toda a história dos mundiais que o melhor time da América não disputará o título.

Prioridade no Mundial explicava

fracasso no Brasileirão 2010

São números de um fiasco, que fica ainda mais grave quando a torcida lembra do discurso do técnico Celso Roth (foto) durante o Campeonato Brasileiro. O Inter abriu mão do título que não ganha há 31 anos para se preparar para o Mundial de Clubes. Nem à final chegou.

O time de Roth entrava em campo com reservas desde a metade do segundo turno. E mais: dos últimos oito jogos que os considerados titulares disputaram, ganharam apenas um, na última rodada, contra o rebaixado Grêmio Prudente, por 3 a 0. O Inter ficou em sétimo lugar na tabela, com 58 pontos. O campeão Fluminense fez 71.

FOTO: Agência Estado

Compartilhar

Não deu! Colorados hamburguenses se mobilizam, mas o Todo Poderoso estraga a festa

Avançar »

Seleção Brasileira encerra o ano em quarto lugar no ranking da Fifa

2 comentários

  1. joao
    15 de dezembro de 2010

    fracasso no Brasileirão 2010???

    brasileiro tem todo ano… tem que valorizar as competições mais importantes, não se ganha libertadores todo ano(só de 4 em 4). TODOS TIMES BRASILEIROS PRIORIZAM LIBERTADORES QUANDO ESTÃO, AGORA VAI FALAR QUE INTER ERROU EM PRIORIZAR MUNDIAL?

    AHH FALA SERIO

    Responder
  2. cenezio camargo correa
    15 de dezembro de 2010

    E aí Sr. Celso Roth, agora o que vc irá priorizar, etç;
    Fica Roth, Renan, Indio, Bolivar, Vilson Matias, etç. é uma é píada, hehehhehehe

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*