Brasileirão 2010: Inter é goleado no Rio e Grêmio vence no Olímpico

Poupando titulares para a final da Libertadores, Inter foi goleado por 3 a 0 pelo líder Fluminense, no estádio Maracanã. No Olímpico, Grêmio venceu o Goiás por 2 a 0 e saiu da zona de rebaixamento.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

O domingo, 15, foi perfeito para os tocedores dos tricolores gaúcho e carioca. Ás 16h, no estádio Maracanã, o Flumimense defendia a liderança do Campeonato Brasileiro contra o Inter. Já ás 18h30min, no estádio Olímpico o Grêmio jogava contra o Goiás para sair da termida zona de rebaixamento.

Leia Mais

Veja a classificação completa!

O Inter, que disputa a final da Taça Libertadores da América na próxima quarta-feira, 18, contra o Chivas, do México, no estádio Beira-Rio, entrou em campo com uma equipe praticamente reserva. O goleiro Renan e o meia Tinga reforçaram o time reserva.

Sabendo da qualidade e também do desentrosamento da equipe Colorada o técnico Muricy Ramalho colocou a sua equipe para pressionar desde o iníco do jogo. A tática deu resultado e o Flu abriu o placar aos 19 minutos com Mariano. Os 59.056 presentes ainda comemoravam quando Washington,de cabeça, ampliou a vantagem aos 22 minutos do primeiro tempo.

O Inter até tentou esposar uma reação, mas quando conseguia finalizar era contido pelas defesas do goleiro Fernando Henrique. Na segunda etapa o Fluminense continuou pressionando e aos 14 minutos o atacante Emerson “Sheik” definiu a goleada e a manutenção da liderança.

Com a derrota do Corinthians por 3 a 2 para o Avaí, na Ressacada, o Fluminense é agora ainda mais líder da competição. Com 32 pontos, abriu quatro sobre os paulistas, que têm 28. Já o Colorado saiu do G-4. Superado por Cruzeiro, Avaí e Botafogo, se mantém com 20 pontos, mas agora é o sétimo colocado, Na próxima rodada, o Inter recebe o lanterna Atlético-GO, no domingo, 22, às 16h, no estádio Beira-Rio.

Já no estádio Olímpico o técnico Renato Gaúcho tinha a sua segunda oportunidade de devolver a confiança aos tricolores e recolocar o Grêmio no caminho das vitórias. Conquistando esses objetivos o técnico ganharia de presente uma semana, fora da zona de rebaixamento, para trabalhar a equipe e conhecer melhor seus jogadores.

Nos dois dias que teve para trabalhar, Renato Gaúcho modificou a forma do Grêmio atuar, retirando o centroavante Borges e colocando mais um zagueiro, jogando no esquema 3-6-1. Borges normalmente joga com a camisa 9 e foi justamente essa camisa que definiu a vitória truicolor.

Ironicamente a camisa 9 ficou com o volante Willian Magrão, mas o marcador honrrou o número que normalmente é destinado ao centroavante e fez os dois gols da vitória por 2 a 0. No primeiro gol o camisa 9 estava na possição de centroavante e aproveitou o rebote da trave, na falta cobrado por Douglas, para de primeira abrir o placar, aos 33 minutos do primeiro tempo.

O segundo gol veio aos 18 minutos do segundo tempo, novamente em uma cobrança de falta do meia Doulas, só que dessa vez o camisa 10 cruzou na marca do penalti e encontrou a cabeça de Willian Magrão, que novamente apareceu como centroavante honrrando a camisa 9 que vestia.

Com a vitória o Grêmio chega aos 15 pontos, pulando para a 15ª posição e fora da zona de rebaixamento. No próximo sábado, 21, o Grêmio vai até o estádio Castelão enfrentar o Ceará.

FOTO: criação novohamburgo.org

Compartilhar

Definida a programação da 2ª Semana dos Esportes de Novo Hamburgo

Avançar »

Kart: Irmãos Leist conquistam bons resultados na Copa São Paulo Light

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*