• Visualizações 3032

Brasileirão 2010: Clássico pode “arrumar a casa” do Grêmio ou “estragar” do Inter

Gre-Nal deste domingo pelo Campeonato Brasileiro é tratado pelos gremistas como “divisor de águas”. Colorados apostam em vitória como motivação para a Libertadores.

 

Felipe de Oliveira felipe@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Gre-Nal, é Gre-Nal! Frase pouco sugestiva, ouvida sempre que um clássico se aproxima. Mais do que nunca, no entanto, ela expressa o sentimento da torcida.

Leia Mais

Confira a classificação do Brasileirão 2010

Gremistas e colorados chegam ao Gre-Nal de número 382 na história com sentimentos e pretensões diferentes. De comum, apenas o respeito à velha máxima: o clássico pode por ordem na casa, ou estragá-la. Quem leva a melhor? Respostas a partir das 16 horas deste domingo, 1º de agosto, no estádio Beira Rio, em jogo válido pela 12ª rodada do Brasileirão 2010.

Favoritismo?

Motivos para o Inter ser apontado como favorito não faltam. Afinal, joga em casa e desde que Celso Roth chegou, são cinco vitórias consecutivas e 100% de aproveitamento em jogos oficiais. O Grêmio, por sua vez, ainda não venceu depois da Copa do Mundo e figura na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Só que Gre-Nal, é Gre-Nal…

Vencendo, o Colorado estufa o peito e vai ao Morumbi na próxima quinta-feira, dia 05, de peito estufado para confirmar vaga na final da Libertadores 2010 depois da vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo no Beira-Rio. O jogo é tratado, portanto, como motivação rumo a conquista do bicampeonato da América.

No Tricolor, a palavra é reabilitação. O Gre-Nal serviria como uma espécie de “divisor de águas”. Pode representar a fuga da zona de rebaixamento e uma arrancada rumo a objetivos mais ousados. Nada melhor do que uma vitória sobre o maior rival como ponto de partida. Perdendo, a chance de ficar sem técnico é grande. Silas está na corda bamba.

Mistério não é novidade

 

Depois que se instituiu a prática do treino à portões fechados, o mistério não é novidade. Quando se trata de Gre-Nal, então, pouca gente se arrisca a apostar em uma escalação. Aliás, surpresas marcam as decisões dos técnicos nos últimos clássicos. Certo é que o Inter vai poupar titulares e o Grêmio utilizar força máxima.

INTER – Celso Roth não vai arriscar perder peças importantes às vésperas da semifinal da Libertadores. Mas também não quer perder para o Grêmio, que o demitiu no ano passado justamente em função de derrotas em clássicos. Deve mandar a campo Renan; Daniel (Bruno Silva), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Juan; Glaydson, Derley (Tinga), Wilson Matias e Giuliano; Rafael Sobis e Everton.

GRÊMIO – Silas não tem opção: é força máxima. O técnico deve manter o 3-5-2 e a formação pode ser a mesma do empate com o Cruzeiro em Minas Gerais, na semana passada. A única dúvida é Fábio Rochemback, lesionado. A provável escalação tem Victor; Ozéia, Rafael Marques e Rodrigo; Maylson, Adilson, Ferdinando (Fábio Rochemback), Douglas e Hugo; Jonas e Borges.

 

FOTO: reprodução / gremio.net

Compartilhar

Lula inicia obras no Beira-Rio

Avançar »

Fórmula 1: Massa reencontra médicos que salvaram sua vida

2 comentários

  1. bruno
    31 de julho de 2010

    vamos ganhar do gremio com os reservas!!
    E dalhe inter!!

    Responder
  2. 1 de agosto de 2010

    inter vai ganhar

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*