• Visualizações 3165

Brasileirão 2010: Inter perde para o Vasco, vai para zona de rebaixamento e Jorge Fossati balança

Mesmo terminando o primeiro tempo com 2 a 0 de vantagem o Colorado conseguiu perder para o Vasco, por 3 a 2, em São Januário. Resultado pode causar saída do técnico uruguaio.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

Jogando no estádio São Januário, na noite desta quinta-feira, 26, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de 2010, o Inter perdeu para o Vasco da Gama, de virada, por 3 a 2. O resultado empurrou o time comandado pelo técnico Jorge Fossati para a zona do rebaixamento da competição.

Leia Mais

Grêmio desencanta e vence o Avaí no Estádio Olímpico

Agora no próximo domingo, 30, ás 16h, no estádio Beira-Rio, o Inter recebe o Atlético-PR pela quinta rodada do Brasileirão 2010. Já o Vasco visita o Botafogo, no Engenhão, ás 18h30min. E quem estará na casamata colorada? A pressão é gramde pela demissão do treinador uruguaio. Pode ser sua última chance de permanecer em Porto Alegre.

O Jogo

No primeiro tempo o Inter controlou o jogo, mas como de costume, trocava passes lentos e lateralizados. Essa forma de jogar impedia o Vasco de atacar, porém também tirava a possibilidade do Colorado de chegar com força na frente.

Somente aos 38min o Inter chegou ao seu gol. Sem alternativa coletiva o meia Andrezinho acredita na jogada individual, invade a área, puxa para a perna esquerda e chuta sem chances para o goleiro Fernando Prass.

O gol abalou ainda mais a equipe do Vasco, que sofreu com a pressão de sua torcida ao longo da semana, aproveitando a falta de confiança dos cariocas o Inter ampliou a vantagem dois minutos mais tarde.

No primeiro contra-ataque em velocidade dos vermelhos, o centroavante Alecsandro deixa Andrezinho na cara de Fernando Prass, que desesperado sai do gol e é encoberto com um leve toque do camisa 10 Colorado.

Com o segundo gol o Inter vai para o intervalo com a vitória praticamente garantida e aumenta a crise na equipe de São Januário.

SEGUNDO TEMPO – A segunda etapa reservava uma sorte maior para a equipe vascaína. Com a certeza da vitória os Colorados voltaram para a segunda etapa desconcentrados, desmotivados e lentos. O Vasco que não tem nada a ver com isso aproveitou o cochilo vermelho e fez seu primeiro gol logo aos 4 minutos.

Dedé toca para Elton, que domina, gira e chuta de perna esquerda. Pato Abbondanzieri, ajoelhado, apenas observa a bola entrar no seu ângulo esquerdo.

O gol motivou o Vasco e aos 18 minutos a motivação virou pressão, quando Fabiano Eller chega atrasado e comete falta sobre Jéferson. Como já tinha um amarelo, Eller é corretamente expulso pelo árbitro Heber Roberto Lopes.

Com um a menos o técnico Jorge Fossati retira o atacante Walter e coloca o zagueiro Juan. A modificação chama o time comandado pelo técnico gaúcho Celso Roth para dentro do campo do Inter.

Vendo o erro que cometeu em tirar o único jogador veloz de seu time, Fossati chama Taison e coloca na vaga de Alecsandro, mas já era tarde, pois o Vasco e sua torcida já estavam acordados e pressionando o Colorado.

Aos 30min Ernani é pressionado por Nei e cai na entrada da área. O árbitro Heber Roberto Lopes assinala pênalti. Detalhe que o lateral Nei nem encosta em Ernani e mesmo se tivesse encostado teria sido falta, pois os dois jogadores estavam fora da área.

Após muita reclamação, com razão, dos jogadores do Inter o árbitro autoriza a cobrança e o jovem Philippe Coutinho bate para empatar o jogo.

Perdido em sua área técnica, Fossati erra mais uma vez ao retirar o meia Andrezinho para colocar Giuliano. A entrada de Giuliano foi correta, mas a manutenção dos três zagueiros errada.

Com muito espaço no meio campo, o jovem Philippe Coutinho faz boa jogada, invade a área, toca atrás para Nilton, que chega chutando, novamente no ângulo esquerdo de Abbondanzieri, que desta vez, pula mas novamente não acha nada. É o gol da virada e da vitória vascaína, aos 39min, da segunda etapa.

Em sua entrevista coletiva o técnico Jorge Fossati deu a entender que errou na modificação de Walter.

– Depois da expulsão do Fabiano Eller nós jogamos no contra ataque e nesse sistema o Walter não é rápido, portanto a substituição natural seria retirar o Walter e colocar o Taison junto com o Alecsandro, mas eu não vi assim – explicou Fissati.

Ficha do Jogo:

Vasco da Gama (3): Fernando Prass, Elder Granja, Dedé, Cesinha e Ramon (Ernani); Nilton, Souza (Dodô), Rafael Carioca e Léo Gago (Jéferson); Philippe Coutinho e Elton. Técnico: Celso Roth.

Internacional (2): Pato Abbondanzieri, Bolívar, Sorondo e Fabiano Eller; Nei, Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Giuliano) e Kleber; Walter (Juan) e Alecsandro (Taison). Técnico: Jorge Fossati.

Gols: Andrezinho, aos 38 e aos 40 minutos do segundo tempo. Elton, aos quatro, Philippe Coutinho, aos 32, Nilton, aos 38 do segundo tempo.

Cartões amarelos: Fabiano Eller e Alecsandro (Inter). Cartão vermelho: Fabiano Eller (Inter).

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro. Data: 27/05/2010. Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR). Assistentes: Jose Amilton Pantarolo (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR).

FOTO: reprodução / internacional.com.br

Compartilhar

Brasil já está na África do Sul

Avançar »

Sistema de vendas de ingressos da Fifa entra em colapso e indigna torcedores

9 comentários

  1. Aurélio Miguel
    28 de maio de 2010

    O plantel do Vasco não é pior nem melhor que o da maioria dos times Brasileiros.
    Oproblema é que est~]ao errando passes curtos, não existem lançamentos, falta confiança e o que é condenável é que todos são profissionais, logo ganham pra isso então tem que ouvir bobagens da torcida sim e não tem esta de ficarem se fazendo de vítimas, precisamos de homens no elenco do Vasco.

    Responder
  2. Aurélio Miguel
    28 de maio de 2010

    Jogador profissional não pode errar passe de tres metros, tem que viver para o futebol, não tem essa de ficar arrumando desculpa, desculpa é para incompetente.
    Incompetente tem que ser chingado pela torcida sim, jogador sem personalidade não pode jogar em ttime de massa, tem que bater bola na varsea. Vasco é grande não pode acomodar fraco.

    Responder
  3. CLEBER LEITE
    28 de maio de 2010

    gostaria de saber se a diretoria vai permitir aque o inter perca a libertadoes e vá pela primeira vez para segunda divisao. estes jogadores e a comissao tecnica sao uns MERCENARIOS,INCOMPETENTES chega me doer ser COLORADO com um plantel milionario e nada fazem em campo.

    Responder
  4. 28 de maio de 2010

    Não consigo entender os cabeças de bagre da direção do Inter em trazer e agora manter o Pato e o Fossati. Só podem ser torcedores do Grêmio. Não é admissível um clube do tamanho do Inter passar por um vexame que nem o de ontem e outros que se passaram. Lamentável.

    Responder
  5. 28 de maio de 2010

    o meu vascoo tem que melhorar ainda mais tá otimo ganhando de um time como o inter da mais expirição agora vamo lá meuu vascoo ganhar do botafogoo pq ainda temos outros grandes times para enfrentar te amo vasco

    Responder
  6. 28 de maio de 2010

    eu sor atacate jogono são paulo fernadão
    Vasco

    Responder
  7. neto
    28 de maio de 2010

    ganhamos otimo mas comessamos perdendo dentro de casa não pode vamos melhorar vascão vem ai o botafogo vamos apagar essa estrela

    Responder
  8. wallace
    28 de maio de 2010

    o vasco eoo melhor time do mundo
    ele tem mas chance de ser oo melhor time do braseirão 2010

    Responder
  9. mario
    28 de maio de 2010

    torcer p/inter, ter três vizinhos gremista e um time desse ninguem mereçe. fora fossati!!!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*