• Visualizações 1910

Gauchão 2010: Grêmio perde invencibilidade no Estádio Olímpico e a vaga na semifinal do returno para o Pelotas

Depois de 51 jogos sem derrota em casa, gremistas perdem no momento decisivo e ficam fora da disputa pela Taça Fábio Koff. Aguardam agora o adversário na final.

Da Redação redacao@novohamburgo.org (Siga no Twitter)

De que vale 15 vitórias seguidas? Pouco, quase nada diante de uma eliminação precoce, nas quartas-de-final do segundo turno do Gaúchão 2010, em pleno Estádio Olímpico.

Tem notícia pior para o Grêmio? Tem, sim! A perda também de uma invencibilidade histórica em casa. Resta agora a vaga na final do Campeonato Gaúcho, garantida com a conquista da metade inicial da competição, a Taça Fernando Carvalho.

O Pelotas veio à Porto Alegre como franco atirador nesta quinta-feira, dia 08, e fez o que os últimos 51 adversários não faziam. Venceu o Tricolor por 2 a 1 e ficou com a vaga nas semifinais da Taça Fábio Koff. Enfrenta o São José, que na mesma noite passou pelo Inter-SM, domingo, 11, no Estádio Passo D’Areia. No dia anterior, o Inter pega o Ypiranga no Beira Rio.

COPA DO BRASIL – As atenções gremistas voltam-se para a principal competição do primeiro semestre, nas palavras da direção. Na próxima quarta-feira, 14, o Grêmio recebe o Avaí no Estádio Olímpico, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Qual será o impacto da eliminação no Gauchão e a perda da invencibilidade em casa? O técnico Silas acredita que mínimo. E é bom que seja mesmo. Afinal, a segunda partida é em Florianópolis, dia 21 de abril.

O jogo

Com a autoridade de quem não perdia em casa desde setembro de 2008, o Grêmio entrou em campo apenas para confirmar a vaga às semifinais da Fábio Koff. Jogou o primeiro tempo como se isso fosse natural. Sequer criou chances de gol. Parecia, no entanto, que o favoritismo seria confirmado. Aos 47 min, Maylson aproveitou cruzamento da direita e abriu o placar.

Na segunda etapa, o ritmo da partida acelerou. Embora não assutasse o gol de Victor, o Pelotas passou a tentar o empate. Os donos da casa também não conseguiam chances claras. Precisou o goleiro gremista cometer um pênalti estranho para mudar o panorâma do cofronto. Tiago Duarte converteu, com paradinha e tudo, e pos igualdade no placar aos 21 min. Aos 33, de novo Tiago Duarte, confirmou a virada cobrando pênalti cometido por Mário Fernandes. Final: Grêmio 1 x 2 Pelotas.

Ficha técnica:

Grêmio (1): Victor, Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando, Willian Magrão, Maylson (Leandro) e Douglas; Jonas e Bergson (Hugo). Técnico: Silas

Pelotas (2): Jonatas, Jonas, Bruno Salvador e Jonathas Costa; Maurinho, Gavião, Jucemar (Maurício), Maicon Sapucaia e Pedro (Clodoaldo); Alex Dias (Sandro Sotilli) e Tiago Duarte. Técnico: Beto Almeida

Gols: Maylson, aos 47 minutos do primeiro tempo; Tiago Duarte, aos 21 e 33 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Willian Magrão e Victor (Grêmio); Jonatas (Pelotas) Cartão vermelho: Douglas (Grêmio)

Estádio: Olímpico Data: 08/04/2010 Árbitro: Fabrício Neves Corrêa Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison e João Lúcio Monteiro de Souza Júnio

Com informações do GloboEsporte.com

FOTO: reprodução / globoesporte.com

Compartilhar

Gauchão 2010: Iser lamenta o melhor não vencer e Fossati assume culpa por erros

Avançar »

Gauchão 2010: Fim de semana para definir os dois finalistas do segundo turno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*