• Visualizações 111

Segunda dose: drive-thrus de quinta-feira a sábado

Quem tomou a primeira dose de AstraZeneca poderá fazer a segunda dose com o imunizante da Pfizer.

Com a autorização do governo do Estado de aplicar a segunda dose com Pfizer para quem tomou primeira com ASTRAZENECA, a Secretaria de Saúde divulga drive-thrus de quinta-feira a sábado para a aplicação da SEGUNDA DOSE da vacina contra a covid. Deverão completar o esquema vacinal as pessoas que receberam a primeira dose no município até o DIA 07 DE AGOSTO OU ANTES.

HORÁRIOS E LOCAIS DE VACINAÇÃO:

– Quinta-feira, dia 28, das 13h às 19h, drive-thru nos pavilhões da Fenac (Av. Nações Unidas, 3825). Não serão vacinadas pessoas a pé.

– Sexta-feira, dia 29, das 09h às 16h, drive-thru nos pavilhões da Fenac (Av. Nações Unidas, 3825). Não serão vacinadas pessoas a pé.

– Sábado, dia 30, das 09h às 15h, drive-thru na Prefeitura (Rua Guia Lopes, 4201). Também serão vacinadas pessoas a pé.

É necessário apresentar a documentação: comprovante da primeira dose e documento com foto.

Quem for se vacinar também poderá doar agasalhos e alimentos não perecíveis. As pessoas não precisarão descer de seus carros. Os mantimentos mais necessitados são arroz, massa, feijão, óleo de soja, farinhas de trigo e de milho, açúcar, leite em pó e biscoitos.

Observação: pessoas com qualquer tipo de alergia não serão vacinadas durante o drive-thru. Este público deve agendar a imunização nas unidades de saúde.

Autorização da segunda dose com Pfizer para quem tomou primeira com Astrazeneca

A Secretaria da Saúde do Estado (SES) autorizou, nesta terça-feira, dia 26, que pessoas vacinadas com primeira dose de Astrazeneca e que estejam com a segunda em atraso possam receber a segunda dose com a vacina da Pfizer. A demanda surgiu em virtude do desabastecimento da AstraZeneca. O assunto foi pauta de reunião extraordinária da SES com representantes das secretarias municipais de saúde.

A chefe da divisão de vigilância epidemiológica da SES, Tani Ranieri, ressalta que esse tipo de intercambialidade tem segurança comprovada por evidências científicas. “Estudos em vários países mostram que há uma boa resposta imunológica para essa troca. O importante, agora, é que as pessoas não deixem de completar o esquema com a segunda dose e possam garantir uma maior proteção contra a covid-19”, afirma.

Imagem: arte/PMNH

Compartilhar

DNIT alerta para interdição na BR-116/RS nesta quinta-feira

Avançar »

Dia de Finados terá linha especial de ônibus para o Cemitério Municipal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*