• Visualizações 124

Monumento deverá marcar os 200 Anos da Imigração Alemã no Brasil

Proposta para cidade de Novo Hamburgo é liderada pela Sociedade de Amigos da Fundação Scheffel.

O desenvolvimento de um monumento, um conjunto de grandes esculturas, na entrada de Hamburgo Velho, recuperando a história da chegada dos primeiros imigrantes alemães ao Brasil, é a proposta da Sociedade de Amigos da Fundação Scheffel para celebrar o bicentenário da imigração, a ser comemorado em 2024. A data que marca a chegada é o 25 de julho, mas a agenda das atividades deve conter ações ao longo de todo período e em grande parte do território nacional.

O Monumento em homenagem aos 200 anos da imigração alemã no Brasil vem sendo pensado há muito tempo. Diante da magnitude do projeto, tornou-se necessária a criação de uma equipe interdisciplinar composta por profissionais da cultura, historiadores e genealogistas. Para a concepção artística do monumento foi convidado o consagrado artista plástico rio-grandense Marciano Schmitz que, é autor de importantes obras públicas na cidade: a fachada do Teatro Paschoal Carlos Magno, o Monumento à Paz e o Monumento à Bíblia, entre outras.

Segundo Angelo Reinheimer, Curador da Fundação Scheffel e Coordenador Geral do Projeto Monumento, a ideia de marcar a passagem dos 200 anos da imigração alemã no sul do Brasil tem como ponto de origem diálogos com o Artista Ernesto Frederico Scheffel que, a partir das comemorações do Sesquicentenário da Imigração Alemã em 1974, lançou as bases para a preservação do Patrimônio Histórico e Cultural da cidade de Novo Hamburgo.

Apaixonado pela história da imigração alemã, Scheffel sonhava com este monumento. Uma obra de arte que, além de contar essa verdadeira epopeia, pudesse ser o cartão de visita do Centro Histórico de Hamburgo Velho – Patrimônio Histórico Nacional. Os primeiros passos para concretizar esse projeto foram dados em julho de 2020, momento em que um grupo de amigos da Fundação Scheffel se reuniu em torno da ideia.

Como símbolo do projeto, foi escolhido um recorte feito a partir de uma estrutura de enxaimel, técnica construtiva milenar, trazida pelos imigrantes alemães ao Brasil. As casas de enxaimel são verdadeiros monumentos na atualidade, legado desses imigrantes que aqui chegaram repletos de sonhos, fé, e perseverança, dispostos a encarar os enormes desafios que a sua nova Pátria impunha.

Com o Edital Criação e Formação – Diversidade das Culturas, da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Fundação Marcopolo, com recursos oriundos da Lei Aldir Blanc – nº 14.017/2020, tornou-se possível realizar a pesquisa e o desenvolvimento da proposta, por meio de uma maquete, bem como viabilizar o acesso aos mecanismos de incentivo à cultura, para execução e implantação do Monumento que, será um importante marco para Hamburgo Velho, para a cidade de Novo Hamburgo, para o Estado do Rio Grande do Sul e para o Brasil.

Informações importantes como o local para instalação, a equipe envolvida no projeto, o tipo de material a ser utilizado, o porque de um conjunto de esculturas e os traços desta obra fazem parte da estratégia de comunicação, e estão sendo levadas aos poucos ao público em geral, como forma de construção com toda cidade deste destacado espaço compondo com o bairro de Hamburgo Velho um dos mais importantes centros históricos do Brasil.

Para saber

Para acompanhar os textos, fotos e vídeos todos estão convidados a seguir, curtir e compartilhar as redes e posts do projeto em @monumento200anos, tanto no Facebook quanto no Instagram.

O projeto Monumento | 200 Anos da Imigração Alemã no Brasil é uma realização da Sociedade de Amigos da Fundação Scheffel, com o apoio da Prefeitura de Novo Hamburgo e Secretaria da Cultura de Novo Hamburgo, o planejamento cultural da Simples Assim e a apresentação do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura, Secretaria da Cultura do RS e Fundação Marcopolo.

Projeto executado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.

Foto: Fabio Winter

Compartilhar

CDL-NH integra campanha para instalar Usina de Energia Solar na AMO

Avançar »

Covid-19: Novo Hamburgo ultrapassa 890 óbitos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*