• Visualizações 179

Cidades do Estado têm neve e chuva congelada

A onda de ar frio que passa pelo Sul do país trouxe neve e chuva congelada a várias cidades do Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (28). Em algumas localidades, houve ambos os fenômenos ao mesmo tempo, e até mesmo cidades de regiões distantes, como Pelotas, no Sul, e Caxias do Sul, na Serra, registraram o mesmo fenômeno.

Foto: Ana Camila Schmidt

De acordo com o meteorologista Fábio Luengo, da Somar Meteorologia, isto é possível devido a uma combinação de fatores.

“Tudo depende da temperatura da cidade e da coluna da atmosfera. Por exemplo, em Pelotas, a temperatura ficou mais baixa e favoreceu mais à [formação da] neve do que em outras cidades da Serra, que acabou registrando mais chuva congelada. Nada impede que tenha ocorrido em outro local da cidade e em outro horário”, pondera.

Além disso, segundo a Somar, há o “graupel”, que é um pequeno grânulo de gelo criado quando gotas de água super-resfriadas cobrem um floco de neve. O graupel é branco, opaco, macio e pode desmanchar facilmente na sua mão, e também é geralmente menor que o granizo, com um diâmetro de cerca de 0,2cm a 0,5 cm.

Pelotas, por exemplo, teve registros de ambos: neve e chuva congelada. E Canguçu, a 50 km dali, teve chuva congelada. “É normal, aqui no Brasil, porque as temperaturas não são tão baixas para neve”, acrescenta Luengo.

Também houve registros de neve em Herval, Piratini, Marau, Farroupilha, Canela e Gramado.

Já em outros locais houve registro de chuva congelada, que é quando as gotículas de água congelam ao deixar a nuvem, mas derretem ao tocarem o chão. Os flocos de neve descem das nuvens em uma região que está bem fria e caem numa região da atmosfera que está quente.

O fenômeno foi registrado pelo menos em Júlio de Castilhos, Nova Petrópolis, Itaara, Tupanciretã, Canguçu e Lavras do Sul.

A quinta-feira (29) tem previsão de neve na Serra, devido ao frio, que ganha cada vez mais intensidade e a umidade que sopra do oceano e favorece a formação de nuvens carregadas.

O dia começa também com previsão de geada ampla em diversos municípios gaúchos, e somente áreas litorâneas que terão bastante nebulosidade ao longo do dia e temperaturas levemente mais altas não têm risco de geada.

Informações: G1

Foto: Bruna Kirsch de Oliveira

Compartilhar

Covid-19: Novo Hamburgo ultrapassa 890 óbitos

Avançar »

Vacinação contra a covid: calendário de quinta a sábado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*