• Visualizações 370

O caminho da boa vontade

 

Por Jorge Trenz

“Deus nos envia ao mundo por um gesto de amor e humanidade. Ele quer a felicidade do ser humano.” Assim, a mãe transmitiu a educação e formação de cada um dos filhos. Era também a visão do seu pai, orgulha-se o Sr. Paulo Justen, que trilha a estrada da vida ao lado do filho Angelo, no comando da Justen Serviços Contábeis.

Ele sobreviveu a situações que nos dias de hoje, certamente, seria lhe recomendado a ajuda de um profissional de psicologia. Nasceu em 1947, já sem o pai, que faleceu quatro meses antes dele vir à luz. Uma semana após a fatalidade, a mãe, grávida e chorando ainda a precoce viuvez, perde também o filho de 7 anos, outro irmão da família, pelo mesmo motivo: a peste do Tifo.

“Na época, a vida de muitas e muitas pessoas era desgraçada pelo Tifo, doença que hoje já nem se ouve falar, mas que naquele tempo era mortal.” A vida, entretanto, sempre acaba seguindo seu rumo e cada um de nós, que teve a graça de ser escolhido para viver uma história.

“Eu vivi até os 7 anos de idade dentro do Hospital Regina com meu outro irmão, que tinha um ano e pouco mais do que eu, porque nossa mãe não tinha para onde ir. Ela e o pai trabalhavam juntos na chácara das Irmãs, no bairro Canudos.”

Com o falecimento do pai, Dona Anna foi trabalhar na cozinha do hospital. Os guris,  viviam ali, livres, leves e soltos no ambiente hospitalar, algo impensável nos nossos dias. “Como minha mãe precisava trabalhar na cozinha, quem cuidava de nós eram,  as Irmãs, todas sempre de olho. Nós fomos privados da existência do pai vivo, mas sempre acreditei que temos felicidade quando temos boas lembranças. E nós as temos.”

“Quando chegou o momento da escola, fomos encaminhados para o Colégio São Jacó, na época dos Irmãos Maristas. É onde está hoje o Campus I da FEEVALE. Neste local fiz minha formação para vida. Após o Ginásio ingressei na  Escola Técnica Comercial São Jacó, que tinha se transferido para o Pio XII levando o mesmo nome. Foi onde concluí o Curso de Técnico em Contabilidade. “

Durante o curso, trabalhava no escritório de contabilidade Irmãos Cassel Ltda, junto com uma pessoa especial, Nilson Cassel, já falecido. “Foi como um irmão para mim, pois me ensinou e, com ele, direcionei a minha profissão, que exerço até hoje. “

Paulo e Angelo trabalham com o intuito de personalizar cada vez mais o atendimento ao cliente.

Em 1972, Paulo formou-se em Ciências Contábeis pela Unisinos. A partir dali passou a atuar, qualificado como Contador, como autônomo, exercendo o seu trabalho, para diversos clientes. Ele destaca a  Carburgo e a agência de veículos Chevrolet de São Leopoldo.

No final de 1972, assumiu a Secretaria da Fazenda de Novo Hamburgo, a convite do então prefeito eleito, Miguel Henrique Schmitz. Sem envolvimento nenhum com política, aceitou o desafio permanecendo no cargo por todo o período de  governo. “Foi um período muito gratificante para minha vida profissional”, diz.

Quando retornou para a atividade privada, passou a prestar seus serviços para a empresa Reichert Calçados, de Campo Bom, em 1977. “Permaneci lá até 2014. Embora a empresa tivesse encerrado as atividades na área do calçado em 2007.

Foram mais de 40 anos de trabalho gratificante, relembra o Sr. Paulo Justen.

Em todo este tempo,  ainda lecionou no Pio XII e na Feevale, completando 28 anos na área do ensino, tempo que lhe proporcionou muita experiência e conhecimento, principalmente, em relação a vida das pessoas. “Algo que o dinheiro não paga, mas de muita responsabilidade.”

 “Em 1997, meu filho Angelo, que também já atuava na área de contabilidade, sugeriu que abríssimos um escritório físico, juntamente com outro colega, Astor Inácio Heberle, que permaneceu como sócio durante longo período. Continuamos bons amigos até hoje.

Na empresa, pai e filho trabalham com o intuito de personalizar cada vez mais o atendimento ao cliente, para dar a segurança que ele precisa para continuar empreendendo. Com relação à cidade, Paulo diz: “Precisamos continuar gostando de Novo Hamburgo e trabalhar por ela. Cada bairro fazendo a sua parte. Estou completando 58 anos de trabalho em janeiro vindouro.“

Compartilhar

Acadêmicos de Jogos Digitais são finalistas no Brazil’s Independent Games Festival

Avançar »

Assinado contrato para projeto executivo de ampliação do aeroporto de Santo Ângelo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blue Captcha Image
Atualizar

*